Impostos

Filhos até aos 25 anos entram no IRS dos pais?

1 min

A resposta à pergunta depende de haver ou não rendimentos. Veja como se enquadra o caso do seu filho.

Provavelmente nem todos conhecem regras que são válidas desde 2015. Os filhos podem entrar no IRS dos pais até aos 25 anos e a partir dos 26 deixam de ser considerados dependentes fiscais. Quer isto dizer que até aos 25 anos podem ser elegíveis no âmbito do IRS, desde que cumpram alguns requisitos.

Relativamente à idade: São elegíveis para o IRS a entregar a partir de 1 de abril, dependentes que até 31 de dezembro de 2018 não tivessem cumprido 26 anos.

Situação do filho: A situação do filho pode ser válida para o IRS dos pais, quer o dependente esteja a estudar, num estágio profissional ou noutra circunstância em que tenha rendimentos provenientes do trabalho. Mas esta possibilidade de englobar os filhos-trabalhadores no IRS dos pais, implica cumprir alguns limites no que diz respeito aos rendimentos.

Quais são os limites? Os limites têm que ver com o valor auferido pelos filhos. São elegíveis para despesas e dedução no IRS dos pais os dependentes que não tenham tido rendimentos acima 8.120 euros no ano anterior, o equivalente a 14 vezes o valor do salário mínimo em 2018.

Quanto é que os pais podem descontar? Nos casos em que os filhos até 25 anos tenham situação elegível, os pais podem abater 600 euros por dependente e despesas com educação, formação ou saúde.

Há desvantagens? Pode haver. Ao mesmo tempo que os pais descontam este valor no IRS, também é verdade que os rendimentos do filho são somados aos seus, o que em alguns casos pode implicar uma subida de escalão.

As contas devem sempre ser feitas caso a caso.