Poupar

Dicas para fazer compras online

3 min

Gosta de fazer compras, mas não tem paciência para ir às lojas? Conheça 10 dicas que o vão ajudar a consumir através da Internet de uma forma segura e que ainda lhe pode poupar tempo e dinheiro.

Fazer compras até pode ser um ato puramente materialista, mas admita: por vezes, sabe bem. Um relógio que já tinha visto, um livro antigo ou, até, um telefone de última geração. Consegue encontrar praticamente tudo na Internet.

As vantagens são muitas. Não existem filas intermináveis para pagar, ou um vendedor que só não nos larga até comprarmos o produto. Compra quando quiser, à hora que quer, sem sair do conforto do seu sofá. Mas é preciso conhecer algumas regras.

Mantenha-se seguro. Se o website não é seguro, nem vale a pena olhar. Procure por um desenho de um cadeado na barra de endereço do lado esquerdo do seu browser e verifique se o endereço começa com https://.

Evite fazer compras a partir de computadores públicos ou através de redes Wi-fi abertas. Os dispositivos públicos podem não ter recursos de segurança importantes, como por exemplo, um antivírus ou uma firewall, e podem estar expostos à possibilidade de terceiros poderem aceder aos dados do meio de pagamento que utiliza.

Compare preços. A Internet é um universo e é possível encontrar bons negócios. Sejam produtos novos ou usados, procure em diferentes páginas e diferentes fornecedores o mesmo produto e compare o preço, prazo de entrega e a credibilidade que, nalguns casos, é avaliada por outros consumidores.

Não vá em spam. Desconfie de preços muito abaixo daqueles que são praticados no mercado. As empresas procuram lucro e há sempre um custo de produção do produto. Por isso, desconfie quando o desconto é muito generoso. Tenha atenção para não acabar por ser vitima de fraude e de receber um produto falsificado (ou de o nunca receber)

Escolha websites de lojas que oferecem vários recursos. Antes de pagar, dê uma vista de olhos em fóruns, opiniões e críticas do site em questão. Estes devem ser disponibilizados, assim como, informação detalhada dos produtos (fotos/vídeos), prazos de entrega, opções de pagamento, prazo de devolução do produto. Confira toda a informação de que precisa antes de pagar.

Não guarde os dados do seu cartão de crédito. Há muitas lojas online que permitem guardar os dados do seu cartão de crédito ou de débito. Até pode ser mais prático se for cliente frequente, mas não é recomendável. Isto porque se o website for atacado por hackers, outros utilizadores podem ter acesso aos seus dados. Para diminuir os riscos de fraude, pode ser optar por serviços como o PayPal – que permite o uso de cartão de crédito nas compras sem que o site obtenha os seus dados – ou MB NET – um serviço gratuito desenvolvido pelo sistema bancário português que permite efectuar pagamentos online de modo fácil e com segurança.

Se é para oferta, faça a compra com antecedência. Não espere até aos últimos dias para comprar um presente. Esteja atento aos prazos de entrega e inclua sempre possíveis atrasos.

Arrependeu-se ou quer devolver o produto? Não se preocupe. Enquanto consumidor, tem sempre direitos. Se estiver a comprar a um profissional nacional tem até 14 dias seguidos para cancelar a encomenda. O mesmo direito já não se aplica se estiver a comprar a um particular. Tem, também, de devolver o produto ao vendedor dentro do período de cancelamento e de pagar as despesas de devolução. No entanto, terá sempre direito ao reembolso do preço de compra e das despesas de envio, no prazo de 30 dias.

Não menospreze as condições de uso e políticas de privacidade. Há uma série de informação que o consumidor deve saber. Por exemplo, prazos específicos de entrega ou de reclamações, a recolha e a partilha de dados pessoais, receber ofertas no futuro por empresas através de email. Verifique se está de acordo com todas estas situações.

Fazer compras internacionais. Fazer compras em sites de outros países tem a vantagem de poder adquirir produtos que não se encontram em Portugal. Mas tenha o dobro da atenção, já que cada país tem a sua própria legislação no que toca a compras feitas online.  Considere que prazos de entrega são maiores e que produtos importados são tributados.