Pergunta com resposta

A minha residência fiscal é na Madeira com os meus pais. Até o ano passado tinha despesas de arrendamento pois encontrava-me a residir no Porto por causa da minha formação académica. Faço o IRS juntamente com os meus pais. Eu vou optar por utilizar os dad

1 min

Contexto da questão

A minha residência fiscal é na Madeira com os meus pais. Até o ano passado tinha despesas de arrendamento pois encontrava-me a residir no Porto por causa da minha formação académica. Faço o IRS juntamente com os meus pais. Eu vou optar por utilizar os dados do e-fatura. Ele automaticamente considera como despesas de alojamento (porque o NIF do senhorio assim o indica). Nos anos anteriores considerava como despesa de educação (dito por indicação de um funcionário das finanças) mas este ano já me disseram que não pode ser assim, tem que ser como despesa de renda. Mas ao considerar como despesa de renda o sistema obriga-me a preencher o quadro 7 que fala de habitação permanente (mas não é o caso pois a minha habitação permanente é na Madeira). Ao colocar esta questão 1 funcionário disse-me para proceder assim mas outro disse para não declarar essa despesa que como os meus pais não fazem retenção na fonte não iria ter influência. Como devo proceder?

Resposta

Se faz parte do agregado familiar dos seus pais e entra no IRS destes o ideal será introduzir a despesa manualmente como educação. Tenha, no entanto, atenção, que ao colocar essa despesa manualmente terá de colocar todos os restantes benefícios fiscais manualmente. É que basta uma alteração para que o sistema deixe de assumir automaticamente os benefícios fiscais. Se não conseguir o ideal será deslocar-se pessoalmente a um dos espaços do Cidadão com toda a documentação para o ajudarem a preencher a declaração. Pode consultar o mapa dos Espaços do Cidadão, e encontrar o mais próximo da sua área de residência aqui: http://www.mapadocidadao.pt/.