Poupar

Vai viajar? Poupe e aproveite, também, para ganhar algum dinheiro

5 min

Viajar não é só uma fonte de despesas. Também é uma oportunidade para ganhar dinheiro. Conheça algumas ideias amigas do seu orçamento.

Viajar é o sonho de muita gente para aproveitar os dias de férias e espairecer em locais nunca antes visitados. Melhor, é conseguir encontrar alojamentos bons e baratos, ao mesmo tempo que se consegue ganhar algum dinheiro que pode ajudar a financiar os passeios que se pretendem fazer. Aqui ficam algumas ideias que podem conjugar o útil com o agradável.

1. O AirBnB é um dos fenómenos atuais de quem procura um lugar onde pernoitar mas, também, para quem tem espaço disponível e está disposto a retirar algum rendimento deste facto. Se a sua casa é pequena e não tem quartos disponíveis para arrendar, o período em que for de férias pode ser uma ocasião para a ceder a alguém a troco de um preço. Inscreva-se no site, leia as regras e anuncie a casa. E, já agora, se vai viajar, procure alojamento no AirBnB. Costuma ser mais barato do que um quarto numa unidade hoteleira.

2. Já ouviu falar no Camp in my Garden? Em caso negativo, está na altura de explorar as oportunidades que esta solução lhe pode proporcionar. No fundo, trata-se de ceder o seu quintal a quem nele queira acampar durante uns dias, o que é capaz de render algum dinheiro a quem não dispõe de espaço no interior da habitação, mas pode arrendar o jardim, se a casa o tiver, claro. Tal como sucede no AirBnB, se for de férias não deixe de consultar os preços e de levar a tenda consigo. Vai poupar em comparação com aquilo que teria de despender num hotel.

3. Nenhuma das soluções anteriores se adequa às suas possibilidades? Há uma terceira via. Imagine o lugar de garagem de que dispõe, tanto mais valioso quanto maior for a escassez de espaços para estacionar na zona em que vive. Se for de férias e levar o automóvel, esse espaço vai ficar vazio. Rendibilize-o, como propõe o JustPark, cedendo-o a quem necessita de estacionamento e não o consegue encontrar noutro local, a preços mais baixos do que aqueles que são praticados pelas entidades que exploram os espaços públicos onde se podem arrumar os carros. Pode, até, arrendar o estacionamento apenas durante o período do dia em que está fora, no emprego. Mais uma vez, pode usar o mesmo esquema no caso de viajar e pretender encontrar estacionamento a baixo custo.

4. Os serviços da Uber têm gerado polémica e contestação em diversas cidades, mas quem os utiliza dá-se por satisfeito, pela eficácia, comodidade e segurança. Nem toda a oferta da empresa está disponível em todo o lado. Antes de se decidir pela adesão ao serviço de boleias, gerido através da aplicação, convém verificar se existe no local onde vai estar. Depois, é só começar a transportar quem necessitar e receber alguns rendimentos extra.

5. Não está com paciência para conduzir ou não sente qualquer apetência para servir de motorista a quem precisar de uma boleia? Não faz mal. Talvez o Flightcar possa servir-lhe. Em que consiste este serviço que também lhe pode proporcionar algum dinheiro? É simples. Alugue o seu carro quando não precisar dele e fique a saber que o automóvel não é apenas uma fonte de gastos. Se for viajar, tente encontrar uma viatura pela mesma via. Vai sair mais em conta do que ir a agência de rent-a-car. Melhor é o facto de que, nesta solução, o carro estará à sua espera no aeroporto. Simpático, certo?

6. Na Relay Rides, a solução é semelhante da Flightcar. Em vez de ter o carro parado ou de gastar o seu tempo a oferecer boleias, alugue-o. Pode ser apenas por uma ou duas horas, porque na Relay Rides tudo está construído para que a possibilidade de alugueres de curtíssimo prazo façam parte da oferta. Se vai de férias e precisa de um automóvel durante algumas horas, uma agência de rent-a-car vai querer cobrar-lhe a tarifa correspondente a uma dia. Não vale a pena. Procure a solução ajustada às suas necessidades e evite comprar tempo de que não vai precisar.

7. A solução não é muito diferente daquelas que foram citadas, mas a propósito de automóveis. Tem uma bicicleta que passa muito tempo em descanso? Trate de a colocar a trabalhar para si. Como? Alugue-a enquanto não estiver a utilizá-la, como sucede se for passar uma temporada, ainda que curta, longe de casa. E, não se esqueça, se vai para um destino onde pretende usar um velocípede, procure soluções baratas na SpinLister.

8. Tem talento para a cozinha, costuma ser elogiado pela família e pelos amigos? Pois bem, se quer colocar essa virtude ao serviço da sua carteira, basta abrir a sua casa a quem tenha curiosidade em provar as suas especialidades. E vá jantar a casa de pessoas que tenham uma vontade semelhante à sua de exibir os dotes culinários e ganhar algum dinheiro. Veja como funciona o EatWith.

9. Conhece bem o local onde vive? Caso a resposta seja positiva, aproveite a onda de turistas que costuma vaguear por todo o lado durante os meses de tempo mais quente e coloque a sua sapiência a render dinheiro. Pode escolher passeios temáticos ajustados a interesses específicos, algo que as organizações de maior porte que se dedicam a guiar os turistas não costumam dedicar-se. Puxe pela imaginação. O passeio pode servir para mostrar e contar histórias sobre as lojas mais antigas da sua cidade ou fazer um périplo por um bairro onde viveram artistas famosos. Inspire-se no Vayable.

10. Não dispensa a comodidade de uma ligação à Internet quando viaja? Muito bem. Nos dias que correm não é fácil dispensar o acesso à informação que nos pode simplificar a vida. Explore o Fon e fique a saber como partilhar a sua ligação Wi-Fi com outras pessoas. Se vai estar na posição de consumidor, esta solução pode ajudá-lo a poupar, enquanto "navega" por onde lhe apetece.