Impostos

Tem um mês para validar despesas no e-fatura

1 min

Não deixe tudo para a última hora. Um pequeno gesto pode ditar uma boa diferença na sua carteira. Vá ao e-fatura e garanta o seu reembolso de IRS.

Não são raros os portugueses que, este ano, ainda não foram à página do e-fatura para confirmar as faturas que pediram, guardaram ou acumularam ao longo de um ano. E – se nada fizerem - arriscam-se a receber menos reembolso de IRS.

Para que nada falhe, aconselhamos o seguinte: marque já um alarme no telefone, num dos próximos 15 dias, e guarde esse serão para se dedicar ao reembolso de IRS. Talvez este tema lhe dê o ânimo de que precisa para fazer este exercício de paciência.

Entre no seu e-fatura e valide todas as despesas que se encontram no estado ‘pendente’. Pode ter uma dezena, uma centena ou várias de faturas pendentes que tem de dizer às Finanças a que se referem. A forma mais rápida de o fazer é clicar em “Complementar informação faturas” uma vez que permite ver todas as despesas pendentes e enquadrá-las na categoria certa de uma só vez, em vez de ter de fazer uma a uma. Depois, repita os passos nas páginas dos restantes membros do agregado familiar, marido, mulher e filhos.

À partida, parece tempo perdido, mas para quem faz retenção na fonte, vai certamente compensar quando as Finanças transferirem o reembolso para a conta bancária.

A data limite para validar faturas é 25 de fevereiro. Já tem o alerta no telemóvel?