Direitos e Deveres

Sentiu mais calor nos últimos anos? É natural.

1 min

Segundo um relatório das Nações Unidas, os últimos cinco anos foram os mais quentes de sempre.

Já todos reparámos que o clima está muito mais instável, com alterações frequentes de temperatura independentemente da estação do ano. E os dados comprovam: segundo um estudo da ONU, entre 2015 e 2019 registou-se o período mais quente de sempre, com níveis históricos de calor.

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (WMO), desde 1850, as temperaturas médias aumentaram 1,1 graus – o que contrasta com uma subida de 0,2 graus, em apenas quatro anos, entre 2011 e 2015. Já os gases com efeito de estufa aumentaram 20%, entre 2015 e 2019, face aos cinco anos anteriores e, segundo a ONU, até ao final deste ano podem atingir um novo máximo.

A manter-se este ritmo e, mesmo com os compromissos dos países em reduzir as emissões, as previsões apontam para um aumento das temperaturas entre 2,9 a 3,4 graus até 2100.

O calor reflete-se também na água do mar: nunca esteve tão quente. De acordo com a WMO, em 2018, atingiram-se níveis máximos de calor. E a verdade é que pode até saber bem, quando estamos de férias, mas é mau sinal: o aumento da temperatura é também acompanhado pela subida do nível dos oceanos. Nos últimos dez anos, devido ao degelo nos polos norte e sul, o ritmo acelerou de três para quatro milímetros por ano.

Se está preocupado com as alterações climáticas, faça a sua parte: faça escolhas mais amigas do ambiente – desde viagensa roupa-  e poupe água.