Poupar

Seis formas de vender o seu carro

2 min

Quer vender o seu carro? Saiba como pode fazer um negócio justo e rentável.

Se é proprietário de um carro que está a pensar vender, equacione as várias opções de forma a obter o melhor valor. Conheça seis formas de o conseguir.

Venda a um privado. Uma das formas de tentar vender o seu carro e conseguir o melhor valor por ele é vendê-lo a um privado. Mas isto não significa que possa pedir o preço que quiser. Para que tenha efetivamente compradores é preciso ser honesto em relação às condições do veículo (ano do primeiro registo, quantos donos já teve, quilometragem e eventuais avarias que tenha tido) e, também, pedir um preço em linha com o valor de mercado. Consulte as listas oficiais das marcas e dos revendedores para saber qual o preço justo a pedir. Se colocar o seu carro numa plataforma como o OLX ou o CustoJusto, coloque fotografias que mostrem o veículo no estado atual de conservação, incluindo riscos na pintura ou manchas nos estofos, se as houver.

Venda a um concessionário da marca. Se o seu carro é relativamente recente, isto é, tem menos de quatro anos, e quer vendê-lo rapidamente, pode vender a um concessionário da marca. No entanto, esta opção implica que o carro passe por uma inspeção mecânica e de estado de conservação minuciosa. Por outro lado, como o concessionário da marca vende, normalmente, os carros usados com garantia, isto significa, na prática, que vai receber menos.

Venda a um concessionário de usados multimarca. Outra alternativa para vender um carro um pouco mais antigo é a de recorrer a um concessionário que venda mais do que uma marca. Pesquise na sua zona de residência aqueles que existem e em que condições aceitam os veículos. Em alguns casos, poderá deixar o carro em regime de consignação, ou seja, apenas lhe pagam se venderem o carro, ficando o concessionário com uma percentagem da venda.

Venda a um mecânico. Se tem um carro com uma idade avançada, mas em bom estado geral de funcionamento mecânico, incluindo peças como os espelhos retrovisores, limpa pára-brisas ou outras de desgaste rápido, pense em vender o veículo a um mecânico. Pode ser um bom negócio se o carro for de uma marca e modelo do qual tenham sido vendidos muitos exemplares, pois a probabilidade de existirem outros donos à procura de peças será maior.

Venda a um sucateiro. Carros com mais de 20 ou 15 anos, ou que já tiveram problemas mecânicos sérios, talvez rendam mais dinheiro se forem vendidos a um sucateiro. Dependendo do local escolhido, o valor a receber será calculado com base no peso do metal que poderá ser recuperado do veículo.

Troque por outro (mais amigo do ambiente). Alguns concessionários aceitam negociar o valor do seu carro atual na compra de um novo. Faça valer a lei da concorrência e pesquise várias marcas para ver qual o melhor negócio. Consulte, também, a legislação em vigor: pode haver incentivos fiscais (o que significa pagar menos imposto com a compra do carro novo e, logo, pagar menos) à troca de veículos poluentes por modelos mais amigos do ambiente.