Dinheiro

Saiba o que vai mudar no estacionamento em Lisboa

1 min

Famílias numerosas vão ter direito a lugar perto de casa

Estacionamento mais caro para uns e mais facilitado para outros. O novo Regulamento Geral de Estacionamento e Paragem na Via Pública vai trazer novas regras.

A Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) vai criar duas novas zonas tarifárias a juntar às três que já conhecemos. As zonas castanha e preta vão ser mais caras do que as anteriores e vão chegar às zonas com maior pressão no estacionamento como os eixos centrais da cidade: Avenida da Liberdade e Fontes Pereira de Melo. Assim, passam a existir cinco zonas com preços diferenciados.

Zona verde – 0,8€/h Zona amarela – 1,20€/hZona vermelha – 1,6€/hZona castanha – 2€/hZona preta – até 3€/h

Aos valores horários mais elevados, junta-se uma restrição de tempo máximo de estacionamento de 2 horas.

Os residentes na cidade saem beneficiados. O primeiro dístico passa a ser gratuito, o que significa que quem só tem um carro deixará de pagar o emolumento de 12 euros. Ao contrário, quem tiver mais carros sairá prejudicado, com o preço do terceiro dístico mais caro.

Partilhar carro (carsharing) poderá dar direito a lugar de estacionamento perto de casa. O mesmo acontecerá para as famílias numerosas, com 3 ou mais filhos, um dos quais até 2 anos. Estes poderão pedir lugar de estacionamento à porta de casa.

As mudanças vão chegar em duas fases. Algumas medidas são implementadas ainda este ano e outras ao longo do primeiro semestre de 2020.