Poupar

Saiba como poupar nas compras de Natal

4 min

São pequenos truques para reduzir os custos que, regra geral, estão associados à época festiva, como prendas e decoração personalizadas. A imaginação pode ser a sua maior aliada.

Data de publicação 2020 M12 14

Planear ao máximo a época festiva e usar a imaginação, com ideias ‘fora da caixa’, são conselhos que deve sempre ter em conta, seja para prendas, decoração ou para a organização da casa. Gasta menos dinheiro, estica o orçamento familiar e consegue com facilidade comprar alguma coisa que ficou esquecida. Inspire-se nas nossas ideias de poupança para o Natal.

1. Troque o SMS por um postal digital 

Numa era cada vez mais digital, em que a distância virtual ajuda a aproximar as pessoas,  opte por utilizar a internet para desejar as Boas Festas a quem mais gosta e está longe. Através de ‘chats’, redes sociais ou emails, pode enviar postais virtuais personalizados, com animações ou música. Se for dado ao design, pode criar o seu postal animado no site Crello e descarregar o resultado para enviar como quiser; ou então escolher um já pré-definido e pronto a enviar no Correio Mágico, com definição da data e tudo. Mesmo que haja familiares a quem tem mesmo de ligar ou que não estão virados para as novas tecnologias, já está a poupar se mandar menos SMS para os restantes.

2. Faça uma lista de compras detalhada

Seja para preparar as refeições ou para as prendas que pretende oferecer, faça listas de compras o mais exaustivas possível, daquilo que é mesmo necessário. Desta forma consegue ter uma estimativa do que vai gastar na ceia de Natal e, tendo um limite máximo já pensado, pode retirar ou acrescentar produtos e quantidades. O mesmo para os presentes: se souber o que quer dar e o seu custo aproximado, percebe logo se vai ultrapassar o orçamento e se é melhor fazer alterações. Tente também ir fazendo compras com antecedência, aproveitando as promoções e comparando sempre nos vários sites ou lojas os produtos que pretende comprar, para conseguir pelo preço mais baixo.

3. Procure o comércio local

Seja o mercado mais próximo para produtos alimentares ou as lojas de bairro, tente utilizar o comércio local. Ajuda os vendedores e lojistas, é mais fácil conseguir descontos neste tipo de estabelecimentos (ou a dúzia do padeiro) e muitas vezes até consegue produtos de maior qualidade que vão melhorar bastante as suas receitas natalícias. Muitos destes pequenos negócios já estão também online ou entregam em casa. Além disso, evita gastar muito dinheiro em transportes públicos, combustíveis ou parques de estacionamento se não tiver de procurar grandes superfícies longe de casa, onde a confusão será provavelmente maior.

4. Cozinhe muito, das entradas às sobremesas

Se o tempo passado a cozinhar é garantido, aproveite-o ao máximo e faça tudo o que conseguir. Há entradas simples que pode pesquisar e preparar com dois ou três ingredientes básicos; queijos e enchidos que pode comprar inteiros e fatiar facilmente; ou sobremesas natalícias que pode fazer, como os fritos, que quando são vendidos à unidade nas pastelarias têm um custo bastante elevado. E na altura de usar o forno, tente fazer mais do que um prato usando as várias prateleiras, para poupar o consumo de gás.

5. Evite compras de última hora

O impulso - ou a urgência de um ingrediente que ficou esquecido - não costuma ser bom conselheiro. Quando precisamos mesmo de alguma coisa tendemos a aceitar pagar muito mais do que se formos procurando com calma. Já os cartões bancários facilitam a vida, mas também podem ser um perigo escondido - principalmente pela simplicidade do sistema contactless -, pois torna-se mais difícil controlar o saldo da conta bancária. Tente estabelecer orçamentos ou até colocar dinheiro de parte para determinadas compras.

6. Faça as suas próprias prendas

E por que não aproveitar este ano, com mais tempo passado em casa, para fazer algumas das prendas que pretende oferecer. De uma tarde na cozinha podem sair doces e compotas de vários tipos e combinações, ou bolachas e biscoitos. Se costuma guardar frascos ao longo do ano, pode utilizá-los agora, com papel ou pequenos retalhos de pano a cobrir as tampas com um elástico. Outro produto ‘gourmet’ que pode facilmente replicar é azeite aromatizado, com sabores bem portugueses como alho, louro, alecrim ou malaguetas. Peças decorativas feitas com restos de materiais que tem por casa, cremes hidratantes caseiros ou velas aromatizadas são outros exemplos de artigos que pode fazer em casa por menos dinheiro, com a certeza de um brilho nos olhos de quem os receber.

7. E não se esqueça dos embrulhos… 

Não precisa de perder tempo ou gastar dinheiro à procura de papel de embrulho. Utilize jornais, papel manteiga, ou mesmo panos - os famosos furoshiki japoneses - para dar um toque especial e personalizado às suas prendas. A lógica para as decorações também pode ser a mesma: reutilize as de anos anteriores, dê-lhes uma nova vida se for necessário, e se ainda assim a árvore de Natal lhe parecer despida, escreva frases, poemas ou nomes de amigos e familiares em cartões para pendurar. Acima de tudo, entre no verdadeiro espírito de Natal, com solidariedade e partilha, sem excessos.

Por fim, saiba também o que pode fazer a um presente que não quer ou que não precisa, para não ter de ficar esquecido na gaveta. Tem outras coisas guardadas que já não lhe fazem falta? Venda-as na internet ou dê a quem mais precisa.