Crédito

Quer crédito? Saiba como ser um bom cliente para um banco.

2 min

Pedir um crédito à habitação pode ser uma árdua tarefa. Desde a crise que os bancos apertaram o cinto e são cada vez mais exigentes. No entanto, para os clientes exemplares, é tudo mais fácil. Saiba como ser um deles.

É mais difícil conseguir um crédito à habitação hoje, do que há dez anos, porque há riscos que os bancos já não querem correr. Mas se cumprir esta lista de sete regras, tem boas hipóteses de convencer o seu banco a fazer-lhe um empréstimo.

Regra 1. Envolva-se no processo. Comece por dar a conhecer-se. Antes do banco confiar em si, tem de confiar nele. Apresente-se, e fale de forma clara sobre as suas motivações e expetativas. Depois, entregue todos os documentos necessários e, se possível, apresente logo fiadores.

Regra 2. Seja conservador. Uma coisa é a casa dos seus sonhos, outra é a casa que o seu orçamento lhe permite pagar. Antes de pedir o empréstimo avalie bem a sua capacidade financeira e encargos fixos, contando com variações nas taxas de juro e eventuais imprevistos.

Regra 3. Não peça a totalidade do valor. Por norma, os bancos não concedem empréstimos a cem por cento. Se tiver poupanças, invista-as na casa. Ao dar uma entrada, estará a partilhar o risco com o banco, e a dar a garantia de que está comprometido com o negócio.

Regra 4. Escolha um imóvel com potencial de valorização. Quando um banco lhe empresta dinheiro para comprar uma casa, está a assumir esse imóvel como garantia. Isto significa que é mais fácil o banco assumir riscos quando se trata de uma casa com potencial de valorização.

Regra 5. Situação profissional e financeira estável. Os bancos preferem clientes com um vínculo com a entidade patronal e concedem mais facilmente um crédito a trabalhadores efetivos, ou com contratos de trabalho duradouros, que trabalhem em empresas sólidas, credíveis e com dimensão.

Regra 6. Taxa de esforço baixa. A taxa de esforço é o que resulta da relação entre os rendimentos do agregado familiar e as despesas fixas, e é um importante indicador da capacidade financeira dos clientes. Antes de pedir o crédito, avalie a sua taxa de esforço, que deve ficar abaixo dos quarenta por cento. Calcule a sua taxa de esforço com o nosso simulador.

A regra 7. Não ter incidentes bancários. O banco vai consultar o mapa de responsabilidades junto do Banco de Portugal e verificar se há, ou não, registo de incidentes ou incumprimento.

Se reunir estas sete características, provavelmente, a resposta ao seu pedido vai ser: crédito aprovado.