Investimentos

Quer poupar até 40% na compra de casa?

2 min

As Finanças podem penhorar os bens e pô-los à venda em leilão, caso um contribuinte não cumpra as suas obrigações. Algo que é mau, para quem perde os bens, pode transformar-se numa oportunidade única, para quem quer comprar.

Os leilões das Finanças são uma oportunidade para comprar bens penhorados a preços muito competitivos. Para quem compra, um negócio pode representar uma poupança de 40% em relação aos preços de mercado. Já para quem vende, trata-se, quase sempre, de vendas muito abaixo do valor real ou patrimonial.

Se este tema é novo para si e lhe desperta interesse, descubra, nas próximas linhas, como encontrar casa ou carro e fazer (quem sabe) o negócio da sua vida. Tudo isto, claro, sem correr riscos.

Venda de bens

Para consultar os leilões em curso, visite esta página da Autoridade Tributária para o efeito. Aqui encontra uma vasta e variada oferta de bens penhorados, como casas, carros, móveis ou roupas. Pode filtrar a pesquisa por tipo de bens, localização, preço ou modalidade de venda.

Quais são as regras dos leilões?

Cada leilão tem uma data e uma hora de encerramento, por isso as propostas têm de respeitar o prazo limite. E as licitações têm de ter valor igual ou superior ao valor base fixado para cada um dos bens.

Há três modalidades para comprar bens penhorados.

1 - Leilão eletrónico

A licitação é feita online, na área pessoal da página da Autoridade Tributária. Nesta modalidade o valor da licitação é conhecido por todos.

2- Carta fechada

Cada interessado faz uma licitação que só ele conhece até ao fim do leilão, daí chamar-se carta fechada. Nesta modalidade, os interessados podem apresentar licitações online, na área pessoal da página das Finanças, ou podem fazê-lo pessoalmente, na repartição de finanças. Quando terminar o leilão, as Finanças revelam todas as licitações e ganha a oferta mais alta.

3- Negociação particular

Há casos em que a responsabilidade da venda é atribuída a um mediador, o que significa que, quem estiver interessado na compra de um bem, deve contactar o mediador e negociar com ele.

Obrigações / cuidados a ter. Para que o negócio corra bem, precisa de ter em conta alguns aspetos importantes:

  • Depois de apresentar uma proposta já não é possível retirá-la. Por isso, não se precipite. Antes de enviar qualquer proposta, preste atenção à descrição, ao estado e a todas as informações disponíveis. Idealmente, faça uma vistoria ao bem que quer adquirir. E só deve fazer a proposta quando tiver realmente a certeza de que quer fazer aquela compra.
  • Confirme bem o valor que oferece, antes de submeter a proposta. Não coloque 300 mil euros em vez de 30 mil. Um zero à direita faz toda a diferença.
  • Outra informação importante: se a sua for a proposta vencedora, terá de pagar um terço do valor de imediato e o restante no prazo de 15 dias.