Poupar

Poupe dinheiro com a comida: aproveite tudo

8 min

Cozinha em grandes quantidades ou apenas o necessário? Quando vai a um restaurante, deixa os restos ou traz para casa? Quantas vezes deita alimentos para o lixo? Não está só a desperdiçar comida, também está a desperdiçar dinheiro. Saiba como poupar mudando alguns hábitos.

Data de publicação 2020 M10 23

No dia 29 de Setembro celebrou-se o 1º Dia Internacional da consciencialização sobre perdas e desperdício alimentar, assim declarado pelas Nações Unidas. Para além das preocupações associadas ao desperdício alimentar e ao meio ambiente, a verdade é que, se pensar bem, também pode estar a desperdiçar dinheiro. Ora pense connosco:

  • Costuma cozinhar a quantidade suficiente ou é daquelas pessoas que faz sempre um bocadinho a mais?
  • Quantas vezes deitou comida fora porque achou que já ninguém ia querer? 
  • E, quando vai a um restaurante com doses bem servidas, deixa os restos ou pede para levar para casa? 

Está na altura de aproveitar toda a comida, incluindo os restos que possam sobrar. Vai ver que, no final do dia, a sua carteira agradece.  

Leve a “caixinha” com as sobras, ou por outras palavras, o seu doggy bag

O conceito é norte-americano, mas pode ser aplicado em qualquer país. Em Nova Iorque, por exemplo, é um hábito completamente instituído: se acabar de comer num restaurante e sair sem levar os restos, alguém vai atrás de si para lhe perguntar se se esqueceu de levar o seu doggy bag, ou seja, uma embalagem com as sobras da refeição. Em Portugal, muitos restaurantes já perguntam aos clientes se querem levar o resto do almoço ou do jantar numa “caixinha”, mas a tendência ainda não se generalizou. O que deve fazer? Perder a vergonha. Pagou pela refeição, é sua e, se naquele momento não lhe apetece comer o resto, por que não levar para casa? Pense que essas sobras podem dar para outra refeição, não terá de ter o trabalho de cozinhar. Ou pode perfeitamente aproveitar o resto da carne ou do peixe e fazer um acompanhamento ou - quem sabe até - ser uma refeição para ao seu animal de estimação!

Se além de poupar dinheiro e evitar ao máximo o desperdício, quiser ser ainda mais amigo do ambiente, leve a sua própria caixa de casa e escusa de estar a consumir mais plástico (e a pagar um extra pela “caixinha” do restaurante, claro).

Liberte a Marie Kondo que há em si

Com isto queremos dizer: organize-se. Existem várias estratégias  e hábitos que lhe vão permitir poupar na comida. Só custa começar. Depois, torna-se um hábito e vai ver que, no final do mês, o esforço compensa. Damos-lhe algumas dicas:

1) Dê a volta à despensa

Veja tudo o que tem em casa - seja no frigorífico, congelador ou despensa. Verifique quais os produtos que estão perto do fim do prazo de validade e resista à tentação de ir às compras, enquanto tiver ingredientes suficientes para fazer uma refeição.

2) Crie um “calendário alimentar”

Depois de fazer um levantamento de tudo o que tem em casa, avalie quais os pratos que pode fazer a partir dos ingredientes disponíveis. Se está com falta de imaginação, procure um livro de receitas, faça uma pesquisa na internet ou veja as nossas sugestões mais abaixo. Informação não falta! A partir daqui, planeie o que vai comer a cada uma das refeições. Por exemplo, crie um calendário, anote as refeições de todos os dias da semana.

Se gosta de planeamento, pode até cozinhar antecipadamente - por exemplo, ao fim-de-semana - e guardar no frigorífico ou congelador.

3) Compre menos, mas com mais regularidade

Antes de ir ao supermercado, faça uma lista rigorosa daquilo de que precisa realmente. Vá ao supermercado ou mercearia mais vezes por mês. Não só tem a vantagem de comprar produtos mais frescos como poderá controlar melhor aquilo que ainda tem em casa e evitar gastar dinheiro desnecessariamente. 

4) Desvalorize o que parece menos apetitoso

Já todos ouvimos dizer que “os olhos também comem”, mas a verdade é que, às vezes, o aspeto engana. A Fruta Feia é, como diz o nome, um serviço de venda de fruta e legumes “feios”, ou seja, que não têm o aspeto brilhante e colorido que, muitas vezes, vemos nos supermercados. Por não serem tão “bonitos”, são vendidos a um preço mais baixo. Vantagens? Come melhor, ajuda a economia local e ainda poupa dinheiro! 

5) Compre a granel e decore a sua cozinha

Existem cada vez mais mercearias, super e hipermercados que vendem a granel. Para guardar os produtos que compra a granel, pode reutilizar os frascos de vidro das conservas que tem em casa: lave-os, utilize a tampa que já traziam e pode até, se quiser, colocar um rótulo ou inventar uma decoração original.

Quer descobrir outra forma de poupar dinheiro em comida? Conheça estas aplicações

Alguma vez viu aquelas imagens, que circulam na Internet, com centenas de produtos em bom estado - como pão, bolos, fruta, vegetais - dentro de caixotes do lixo? Através da Too Good to Go, pode comprar a comida que supermercados, restaurantes, cafés e padarias não venderam ao longo do dia. Ao encomendar uma Magic Box nesta aplicação pode “salvar comida que iria ser desperdiçada”. O conteúdo é surpresa - e isso até pode ser uma parte divertida da experiência! O valor da Magic Box, em geral, não ultrapassa os 5 euros. Se preferir jogar pelo seguro, escolha marcas e estabelecimentos que já conhece.

Através da Phenix, pode comprar o que sobrou de restaurantes e cafés, mas também de talhos ou mercearias. Através da aplicação, lançada em 2019 em Portugal, tem acesso a cabazes, criados pelos comerciantes com uma descrição do que contêm. Os descontos chegam aos 50% e, além de poupar dinheiro, ajuda a combater o desperdício. 5% do valor de cada compra é devolvido para poder descontar na próxima. Através da aplicação também consegue perceber quanto dinheiro já poupou!

É um supermercado online que vende produtos com embalagens descontinuadas, perto do fim do prazo “consumir de preferência antes de” ou mesmo com este prazo ultrapassado. Atenção que não são produtos estragados ou fora da validade. Para não fazer confusão, veja aqui como aprender a ler os rótulos. Quanto aos preços, têm descontos que chegam aos 70%. As entregas ao domicílio são grátis para compras a partir de 49€ e, se encomendar até às 13h, garantem que recebe no dia útil seguinte.

Cozinhe refeições de baixo custo, em vez de deitar comida para o lixo

Junte uma série de restos de refeições anteriores, adicione uma pitada de imaginação… e voilá! Tem uma bela refeição, sem desperdício e a baixo custo. Para lhe facilitar o trabalho, deixamos três sugestões de receitas com sobras da Vida Ativa:

  1. Receita de queques com legumes

Ingredientes:

  • 4 ovos + 2 claras
  • 3 colheres de sopa de leite meio gordo
  • Sobras de cenoura, brócolos, courgettes, couve-flor e outros vegetais
  • 1 cebola pequena
  • 1 dente de alho
  • Cebolinho fresco picado
  • 1 colher de sopa de azeite

Modo de preparação

Bata os ovos com as claras, o leite, o cebolinho e tempere com sal e pimenta. Reserve. Deite o azeite na frigideira e deixe alourar a cebola e o alho. Junte os vegetais cortados em pequenos pedaços e deixe alourar durante cerca de 5 minutos. Utilize formas anti-aderentes ou de silicone e coloque uma porção dos legumes em cada uma. Deite a mistura dos ovos por cima. Leve ao forno pré-aquecido a 180 °C e deixe cozinhar durante cerca de 20 minutos.

  1. Tarte de bacalhau

Ingredientes:

  • 250 g de farinha integral
  • 80 g de manteiga
  • 50 g de água
  • 1 ovo
  • 2 postas de bacalhau demolhado de sobra
  • 1 pimento vermelho
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 5 ovos
  • 1 dl de leite
  • 0,5 dl de azeite
  • Coentros picados q. b.
  • Noz-moscada q.b.
  • Sal e pimenta q.b.

Modo de preparação

Descasque as cebolas e os dentes de alho, corte as cebolas em meias-luas e pique os dentes de alho. Arranje o pimento, retire as peles brancas e pevides e corte em tiras. Numa frigideira, aqueça o azeite, junte o bacalhau, a cebola, os dentes de alho e os pimentos e deixe refogar muito bem. Polvilhe com os coentros, mexa, retire e reserve. Numa tigela, bata o leite com os ovos e a noz-moscada, tempere com sal e pimenta e reserve. Para a massa, misture a farinha com a manteiga, a água e o ovo e amasse até ficar com uma massa homogénea. Estique numa bancada polvilhada com farinha e forre uma tarteira. Apare os bordos e pique o fundo da massa. Disponha por cima o recheio e depois o preparado dos ovos. Leve ao forno pré-aquecido a 180 °C durante 40 minutos. Retire, decore a gosto e está pronto a servir.

  1. Risotto de frango

Ingredientes:

  • 300 g de sobras de frango em cubinhos ou desfiado
  • 125 g de queijo brie
  • ½ chávena de queijo parmesão
  • 1 chávena e ½ de arroz
  • 1 chávena de fiambre ou bacon
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho esmagado
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • 6 copos de caldo de galinha
  • Tempero a gosto

Modo de preparação:

Aqueça o azeite numa frigideira e coloque o alho e a cebola para cozinhar até ficarem macios. Junte o arroz e cozinhe, mexendo durante 1 minuto. Adicione, copo a copo, o caldo de frango, previamente aquecido, ao arroz. Mexa sempre até absorver todo o líquido. Este processo pode demorar cerca de 20 minutos e o arroz deve ficar macio. Junte o frango e o fiambre ao preparado e cozinhe por mais dois minutos. Retire do lume. Coloque os queijos e misture até obter um risotto cremoso e ter o queijo todo derretido. Tempere a gosto e, se quiser, utilize ervas aromáticas para decorar.

Se ficou inspirado com a comida, saiba que existem muitas formas de evitar o desperdício e poupar dinheiro nas mais diversas áreas. Saiba que, através de pequenas mudanças, é possível tornar-se numa família desperdício zero? Acredite: é bastante mais simples do que parece!

Arrendamento

Habitualmente encarado como uma forma inicial, menos dispendiosa e mais despreocupada de ter uma habitação, o arrendamento tem-se tornado complicado e inatingível para a maioria dos orçamentos familiares. Esclarecemos todas as dúvidas que possam surgir.

Já conhece o Programa de Arrendamento Acessível?

Poupar

Já conhece o Programa de Arrendamento Acessível?

5 min
Rendimentos prediais: como escolher a tributação das rendas no IRS?

Impostos

Rendimentos prediais: como escolher a tributação das rendas no IRS?

1 min
Rescindir um contrato de arrendamento

Direitos e Deveres

Rescindir um contrato de arrendamento

1 min
É senhorio? Conheça as suas obrigações fiscais.

Direitos e Deveres

É senhorio? Conheça as suas obrigações fiscais.

1 min
Senhorios não vão poder proibir animais de estimação

Direitos e Deveres

Senhorios não vão poder proibir animais de estimação

3 min
Sete direitos e deveres dos senhorios

Direitos e Deveres

Sete direitos e deveres dos senhorios

2 min
Sabe como negociar rendas antigas?

Direitos e Deveres

Sabe como negociar rendas antigas?

3 min