Poupar

Passwords à prova de ataque e fáceis de decorar.

2 min

Usar sempre a mesma password para as diferentes contas de Internet é um procedimento arriscado, a nível pessoal e profissional.

Tem várias contas online? E utiliza sempre, ou quase sempre, a mesma senha? Saiba que está a colocar em risco os seus dados pessoais e profissionais. É verdade que ninguém consegue decorar uma dúzia de passwords diferentes e é muito mais prático atribuir uma única palavra como senha de entrada em contas de email, redes sociais, lojas virtuais, homebanking e outros sítios do universo online. O problema é que, ao utilizar com frequência a mesma password, está a facilitar a recolha de informação pessoal e detalhada por hackers. 

E quais são os riscos disto acontecer? Além da óbvia perda de privacidade, uma simples conta de email pode conter muitas informações relacionadas com as suas finanças. Certamente já enviou por email, pelo menos uma vez, os seus dados bancários. E se calhar até já fez um contrato à distância, algo que obriga ao envio dos documentos digitalizados com a sua assinatura. Agora, imagine o que é que alguém mal intencionado pode fazer com os seus dados, os seus contactos e até a sua assinatura. Assustador, não é?

A partir do momento em que um “pirata” tem acesso à sua password, conseguirá facilmente verificar se as reutiliza noutros sites, através de software online e gratuito. Por isso, esqueça os nomes e as datas e tenha uma senha diferente para cada serviço, sobretudo no caso de contas que envolvem dinheiro e informação pessoal. Quer três dicas para criar palavras-passe à prova de ataques e, ao mesmo tempo, fáceis de decorar e seguras?

1. Oito caracteres

Utilize uma combinação de minúsculas, maiúsculas, números e sinais de pontuação nunca inferior a oito caracteres. Uma palavra-passe não deve ser só aleatória, mas sim complexa e difícil de ser decifrada.

2. Uma frase, muitas passwords

Pense numa frase “Só eu sei a minha senha”. Agora, pegue na primeira letra de cada palavra: “SESAMS” e introduza um número diferente entre cada letra, por exemplo, a data de nascimento do cão (3/3/2017). E já está: “S3E3S2A0M1S7”. Pode criar variantes com base na mesma frase juntando outras letras, números ou sinais de pontuação.

3. Memorize a senha

Experimente escrever várias vezes seguidas a password no teclado. Está provado que o cérebro tem capacidade para memorizar movimentos que sejam repetidos diversas vezes. Nunca escreva a password num papel ou nos dispositivos electrónicos. Se tem dificuldade em memorizar este tipo de dados, utilize um programa de confiança ou uma aplicação segura para o efeito.