Direitos e Deveres

Ondas de calor: cuidados (de ouro) com os animais

1 min

Sabia que também devemos aplicar protetor solar nos gatos?

O calor em excesso pode ser um perigoso inimigo dos animais. Em dias em que os termómetros estão acima dos 30 graus e chegam a ultrapassar os 40, quem tem animais, domésticos ou quaisquer outros, deve estar alerta e protege-los o mais possível. Estes são os cuidados de ouro.

  1. Passeios

Só pela fresca, até às 10 horas da manhã ou depois das 16 horas. Evite expor o seu animal de estimação às horas mais quentes, protegendo as suas patas (almofadas) de queimaduras e lesões graves, evitando dificuldades respiratórias e outras consequências provocadas por uma onda de calor. Os especialistas aconselham cuidado redobrado com os animais de pelo branco, em particular, os gatos, que são mais sensíveis e não devem andar ao sol, de todo. Se tiver de ir à rua por algum motivo, aplique um protetor solar para crianças.

  1. Em casa

A sombra do lar e muita, muita água (em dobro ou triplo) são amigas nestes dias de maior calor. Esqueça janelas, varandas, marquises e pequenos espaços exteriores abertos, sem sombras e expostos ao sol. Com 40 graus, tudo sobreaquece: a casota, o piso, a água e a comida. Esses locais exteriores, devem estar trancados e inacessíveis aos seus melhores amigos. Invista num dispensador de água, para garantir que há sempre água suficiente, limpa e fresca.

  1. Em viagem

No seu carro ou numa transportadora, muita atenção ao transporte de animais em dias de muito calor. Carros ventilados, com ar condicionado ligado e paragens frequentes. Beber muita água e borrifar o pelo, ou mesmo um banho de mangueira, ajudam a baixar a temperatura corporal e a hidratar por fora e por dentro. Nunca deixe o animal fechado no carro, nem que seja por um curto período de tempo, nem com as janelas entreabertas, nada. A temperatura sobe em minutos, atinge graus incomportáveis e as consequências podem ser irreparáveis.