Poupar

O que mudou nas tarifas de roaming

1 min

Quem viaja sabe que os custos com o roaming podem ser elevados. As regras mudaram, os preços serão mais simpáticos, mas as operadoras ainda estão autorizadas a cobrar uma sobretaxa.

Desde 30 de abril de 2016 que as taxas de roaming sobre chamadas telefónicas, mensagens de texto e uso de Internet baixaram. Mas é preciso não esquecer que quem viaja ainda vai continuar a ter esta despesa.

O Parlamento Europeu aprovou o fim do pagamento destas taxas, mas a decisão só entrará em vigor a partir de 15 de Junho de 2017. Isto quer dizer que o roaming na Europa mudou, mas ainda não acabou.

Segundo a informação disponibilizada pela Anacom, nas “comunicações em roaming realizadas nos países do EEE [Espaço Económico Europeu], desde 30 de abril de 2016 e até 14 de junho de 2017, os preços para os serviços de roaming deverão ser os mesmos que estão definidos no país de origem, para chamadas originadas e terminadas em diferentes redes de comunicações, podendo, no entanto [os operadores], aplicar-lhes uma sobretaxa”.

A sobretaxa máxima que pode ser cobrada pelas operadoras de telecomunicações é de cinco cêntimos por minuto de conversação por chamadas feitas dentro da União Europeia, de dois cêntimos para as mensagens de texto (SMS) e de cinco cêntimos por cada megabyte gasto no uso da Internet.

Antes de viajar para outro país, é importante entrar em contacto com a sua operadora para conhecer quais as tarifas aplicadas às comunicações que realizar para não ser surpreendido pelo valor da fatura. Algumas operadoras disponilizam tarifários especiais de roaming para quem viaja muito ou para clientes empresariais.