Investimentos

Maximize as poupanças dos mais novos

1 min

O rendimento dos mais pequenos não tem de ser proporcional ao seu tamanho. Procure os investimentos mais lucrativos para os seus filhos.

São muitos os bancos que oferecem soluções de aforro para crianças. No entanto, as contas de poupança para miúdos são normalmente pouco interessantes. No último levantamento do mercado pela Proteste Investe, a publicação para investidores da Deco Proteste, a ABContado Banco BPI era a menos generosa: rendia 0,1% em 12 meses, depois de descontados os impostos.

As aplicações mais interessantes são as promovidas pelo Banco Popular, Montepio e Novo Banco. A conta Eu Poupo!, do Banco Popular, dá taxas anuais líquidas até 1,4% no prazo de três anos. O mínimo para aplicar são 300 euros.

O Montepio Super Poupança Bué rende 0,7% por ano em dois anos com aplicações a partir de 250 euros. A Conta Poupança Programada Júnior do Novo Banco oferece exatamente o mesmo, mas para um prazo de cinco anos. Não tem mínimo de abertura, mas solicita um reforço mensal de dez euros. Quem quiser uma remuneração mais elevada terá de procurar fora da oferta da banca. Os Certificados do Tesouro Poupança Mais, que são instrumentos de dívida pública portuguesa, rendem anualmente 1,6% no prazo de cinco anos, que é a duração máxima da aplicação. Estes títulos garantidos pelo Estado português podem ser adquiridos junto de alguns balcões dos CTT e no AforroNet com um mínimo de mil euros.

A rentabilidade dos Certificados do Tesouro Poupança Mais poderão ser superiores, porque os juros do quarto e do quinto ano poderão ser incrementados com um prémio de 80% do crescimento médio real do produto interno bruto português.

Se os seus filhos ainda estiverem longe da altura em que necessitarão do dinheiro, pode optar por não restringir as poupanças a soluções de capital garantido. Embora isso signifique que poderá arriscar os montantes investidos, a remuneração poderá ser muito superior.

Por princípio, eleja fundos de investimento com maior componente de obrigações quando a idade for mais alta e mais ações se ainda faltar muito tempo (mais de dez anos) para a maioridade da criança. Se estiver num prazo intermédio, pode escolher um fundo misto: são veículos de investimento que combinam ações e obrigações num mesmo pacote.