Poupar

Máquina de lavar louça: use e poupe.

4 min

Várias experiências demonstram que utilizar, da forma correta, a máquina de lavar louça permite poupar mais dinheiro do que lavar a louça à mão. Partilhamos consigo truques eficazes para economizar numa das principais tarefas domésticas.

É inegável que a máquina de lavar louça facilita muito a rotina de qualquer família, no entanto é um dos eletrodomésticos que mais energia consomem em casa.

Já alguma vez pensou que lavar a louça à mão poderia sair mais barato? Se sim, engana-se. Segundo várias experiências e estudos efetuados, a lavagem na máquina acaba por ser mais económica. Obviamente, isto não se aplica se utilizar a máquina para lavar dois pratos e meia dúzia de talheres.

Só para ficar com uma ideia, uma lavagem à máquina gasta, em média, 15 litros de água por ciclo. Se lavar e enxaguar a mesma quantidade de louça à mão pode gastar uma média de 60 litros. Quanto à energia, caso lave a louça com água quente, o consumo energético será também superior ao da máquina.

Poupar a curto prazo – dicas para as lavagens

Se costuma utilizar a máquina de lavar louça, conheça algumas formas eficazes de reduzir a fatura:

  • Selecione o programa ecológico. O ciclo leva mais tempo, mas utiliza menos água e permite poupar até 23% eletricidade, por lavagem.
  • Não coloque na máquina louça com restos de comida.
  • Opte pelo programa de pré-lavagem apenas se houver louça muito suja, queimada ou com comida ressequida.
  • Respeite as doses de detergente recomendada pelo fabricante. Evite a tentação de colocar detergente a mais, porque não lavará melhor a louça, acabará por sai mais caro e ainda causa mais poluição. 
  • Programe a lavagem para a noite e/ou fim-de-semana, se tiver um tarifário em bi ou tri-horário.
  • Carregue completamente a máquina, mas sem encher demasiado, para evitar que a louça fique mal lavada.
  • Coloque as peças maiores na parte de trás ou ao lado do cesto inferior. Se as colocar muito à frente, a água chegará ao depósito do detergente com maior dificuldade.
  • Selecione o tempo de secagem para o mínimo. Caso a sua máquina não tenha esta opção, pode desligar a máquina após o enxaguamento final e abrir a porta, para que a louça seque.

Poupar a médio e longo prazo – a manutenção

Conseguirá poupar também a médio e longo prazo se tiver alguns cuidados ao nível da manutenção da máquina.

  • Limpe o filtro da máquina semanalmente, para que os restos de alimentos que ficam lá presos não voltem a ficar depositados na lavagem seguinte.
  • Limpe também a borracha que veda a porta da máquina com um pano húmido, uma vez por semana. Desta forma conseguirá retirar restos de comida e prevenir fugas de água. 
  • Reponha mensalmente o sal e o abrilhantador. O sal inibe a formação e a acumulação de calcário, enquanto o abrilhantador permite que os copos e pratos saiam mais brilhantes e sem marcas. Quase todas as máquinas de lavar louça têm indicadores luminosos que mostram quando é necessário juntar sal e abrilhantador.
  • Duas vezes por ano, pelo menos, retire e limpe os aspersores, removendo os vestígios de sujidade. Desta forma, conseguirá evitar que a louça fique mal lavada. 
  • Outro gesto que deve repetir de seis em seis meses é colocar a máquina vazia a fazer um programa quente, para impedir que os odores desagradáveis se instalem.

Que materiais não devem ir à máquina?  

Se quer manter por muito tempo as suas peças preferidas, mantenha afastadas da máquina de lavar louça as seguintes peças e materiais:

  • Copos de cristal
  • Peças em plástico não resistentes a temperaturas elevadas
  • Talheres de prata, madeira e marfim
  • Objetos de cobre, estanho, alumínio ou latão
  • Louça de barro e outras peças de artesanato
  • Cerâmicas antigas e/ou pintadas à mão.

Nestes casos, lavar à mão é a única forma de preservar as peças mais delicadas por muitos anos.

E quando a máquina avaria?

Tal como acontece com a maioria dos eletrodomésticos, quando há uma avaria numa máquina de lavar louça, a primeira questão que se coloca é: vale a pena mandar consertar? Pode não compensar, sobretudo se o aparelho for muito antigo, por três razões: o custo da reparação, a eventual dificuldade em encontrar peças e o facto da máquina estar a consumir demasiada água e energia. 

O que fazer à máquina antiga?

Se optar por comprar uma máquina nova, o comerciante onde fizer a compra é obrigado a ficar com a antiga e a encaminhá-la para desmantelamento e reciclagem. Este serviço é gratuito. Em alternativa, pode recorrer aos ecocentros e a pontos de receção de eletrodomésticos antigos. Se a máquina ainda estiver a funcionar, lembre-se que há organizações de caridade que recolhem eletrodomésticos antigos e os entregam a famílias carenciadas.

Resumindo, nas casas onde se cozinha com regularidade ou onde se suja muita louça diariamente, a melhor opção é lavar a louça à máquina, por todas as razões: gasta menos água, a lavagem tem resultados mais eficazes e dá muito menos trabalho.