Investimentos

Já está em contagem decrescente para as férias no Algarve?

6 min

Chega o verão e os portugueses rumam ao Algarve, pelo irresistível do calor, mas também praias paradisíacas. Se está a pensar fazer férias no Algarve veja as nossas sugestões para passar uns dias inesquecíveis e sem preocupações.

Data de publicação 2021 M07 30

Sem contar com alguns areais mais selvagens, escondidos e de difícil acesso, existem mais de 130 praias na costa algarvia. É essa a principal razão - associada ao calor quase garantido e à temperatura mais alta da água - que leva milhares de turistas portugueses e estrangeiros a procurarem o sul para as suas férias. E com as restrições internacionais ainda em vigor, o turismo no Algarve é uma opção segura.

Se é para o Algarve que pretende ir neste verão e ainda não planeou totalmente as férias, veja algumas dicas para passar da melhor forma uns dias ou semanas de merecido descanso.

Tome atenção às datas

Julho e agosto são os meses do verão por excelência, muitas vezes associados também às férias escolares. Na altura de escolher os dias que vai passar no Algarve, pense de semana a semana. Se puder evitar os dias de fim-de-semana para chegar ou partir, afasta-se de maiores confusões no trânsito. Por outro lado, determinados hotéis no Algarve ou alojamentos locais obrigam a um número mínimo de noites e chega a ficar ao mesmo preço ou quase reservar 7 noites em vez de 5.

A definição das datas e dos dias de férias também depende muito do orçamento disponível. Já sabemos que o dinheiro não estica e se calhar uma parte do subsídio de férias estava a ser paga em duodécimos ou já tinha destino definido. Uma opção a considerar para garantir as férias de que bem precisa é a contratação de uma linha de crédito, um financiamento mais reduzido do que um crédito pessoal - na Cofidis vai de 500€ a 4.750€ - que pode ir usando em função das necessidades. Além de não pagar comissões de abertura ou amortização, pode facilmente ajustar a mensalidade a pagar. Além disso a adesão é totalmente digital e rápida

Para onde quer ir?

Se não conhece bem ou ainda não encontrou o seu pouso anual de férias no Algarve - muitas pessoas vão sempre para a mesma praia ou zona, por vezes nas mesmas semanas - importa decidir que tipo de férias quer. É só praia? Quer passear por toda a região? Quer fazer uma visita a Espanha?

Vilamoura, Albufeira, Armação de Pêra, Portimão ou Lagos têm muita oferta turística e excelentes praias, mas são também zonas bastante procuradas, o que significa mais pessoas no areal, nas ruas e nos restaurantes. Pesquise bem os destinos se estiver indeciso, lembre-se que há zonas do Algarve em que tem tudo à mão, outras em que o carro vai ser quase obrigatório.

Que tipo de alojamento?

Se prefere cozinhar e deixar os restaurantes apenas para algumas refeições, o melhor é optar por um alojamento local ou um hotel com apartamentos. Se pelo contrário, preparar refeições são o que menos quer, é também no Algarve que encontra a maior parte dos hotéis com meia pensão, pensão completa ou até resorts all inclusive.

Não se esqueça de que quanto menos deslocações estiver a pensar fazer ou malas levar, mais pode compensar não ir de carro para o Algarve. Faça as contas ao número de pessoas e compare os custos de combustível, portagens e estacionamento com o preço dos bilhetes de comboio - pode até haver um serviço de transporte para o hotel gratuito ou a preço reduzido.

Quanto mais refeições estiverem incluídas, maior será o custo do alojamento, mas menos preocupações terá. Se prefere ter liberdade de escolha todos os dias, também é mais fácil as despesas saírem do rumo definido, devido àquele jantar que saiu mais caro ou ao parque aquático que os miúdos adoraram e pediram para ir mais um dia.

Tente reservar os restaurantes

Mesmo que o verão possa ser mais tranquilo no Algarve do que no passado, devido à pandemia, há outros fatores a que deve ter atenção. Não se esqueça das regras nas praias e limites de ocupação, e o mesmo para outras atividades e para as refeições. Se está cheio de vontade de experimentar aqueles restaurantes que lhe foram recomendados por amigos, o melhor é planear e reservar mesa com alguma antecedência. Por outro lado, se a ideia é passar o dia na praia, sanduíches e fruta são mesmo o mais adequado para o almoço. Poupa nessas refeições para se guardar para um bom jantar e ainda evita filas e ajuntamentos no bar ou nas ruas junto à praia.

O que quer fazer?

Praia, está claro, mas também piscina se o alojamento tiver. Depois vai depender dos gostos de cada um, ou de ter o grande azar de apanhar alguns dias de menos sol nas férias no Algarve. Um passeio de barco para visitar a Ria Formosa ou as muitas grutas e escarpas rochosas do Barlavento; uma visita à Ponta da Piedade, em Lagos, ou à Ponta de Sagres; uma subida ao Alto da Fóia após atravessar a serra de Monchique; um passeio pelo Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina ou pela Reserva Natural do Sapal de Castro Marim. O difícil mesmo é escolher.

Para as crianças, há cinco grandes parques aquáticos por onde optar, três centrados nas piscinas e escorregas (Aqualand, Aquashow, Slide&Splash) e dois que juntam às diversões aquáticas uma parte de jardim zoológico (Zoomarine, Krazy World). É só uma questão de ver o que prefere ou o que está mais perto. Os miúdos merecem, nem que seja só para ver o sorriso e os saltos de excitação. Mas também são eles que nos levam a gastar mais do que tínhamos pensado.

Ainda em jeito de sugestão, não esquecer os famosos mercados tradicionais, como o de Olhão, junto à Ria Formosa, ou o de Loulé, seja para comprar peixe fresco, legumes e fruta, ou apenas para visitar. Os centros históricos das principais cidades e vilas algarvias também são ótimos para intercalar com as horas de praia. E vale a pena ponderar uma visita a Espanha. De Vila Real de Santo António a Ayamonte são 12 km, menos ainda a partir de Castro Marim, e já está do outro lado da fronteira depois de atravessar a ponte do rio Guadiana. Na volta ainda pode atestar o carro de combustível, mais barato, já a pensar na viagem de regresso a casa.

Normalmente, quanto mais rápido marcar as suas férias, melhor. Este ano não é exceção, mas talvez consiga encontrar uma boa promoção para fazer turismo no Algarve, devido às restrições nacionais e internacionais que se vão mantendo. Procure bem antes de reservar, evite preços que lhe pareçam demasiado baixos, principalmente de alojamento local - pode ser uma burla informática - e informe-se sobre a zona onde vai ficar, para não perder pitada nas suas férias.

Por fim, um último conselho: faça as malas com antecedência, ou vai acabar por esquecer-se de alguma coisa!

Boas férias!