Poupar

Gatos: as 5 doenças mais comuns

2 min

Saiba quais são as doenças que mais afetam os felinos e quais os principais sintomas.

São de tal forma resistentes que até se diz que têm sete vidas. Mas os gatos também adoecem e queixam-se de uma forma peculiar.
Aprenda a reconhecer as doenças mais comuns e saiba como ajudá-los.

1. As doença do trato urinário inferior afetam sobretudo a bexiga e a uretra. Se observar no gato sintomas como dificuldade e esforço para urinar, mios de choro, sangue na urina ou falta de apetite, consulte o veterinário de imediato. Apesar de serem doenças comuns, podem tornar-se graves e por em risco a vida do animal.

2. A diarreia é outro problema. Pode ser aguda (súbita e de curta duração), crónica (mais de 2 semanas), persistente (constante) ou intermitente (quando para e recomeça). É quase sempre um problema temporário e sem gravidade. Quando acontecer, dê ao gato água fresca e limpa; evite dar-lhe comida durante umas horas e reintroduza a alimentação com uma dieta digerível e em pequenas doses. De qualquer forma, é aconselhável falar com o veterinário.

3. Os problemas de rins também atingem os gatos. A insuficiência renal é comum e afeta sobretudo os gatos mais idosos. Existem dois tipos:

a) A Insuficiência renal aguda, em que os rins deixam de desempenhar a sua função de forma repentina. Pode, ou não, ser reversível.

b) E a insuficiência renal crónica. Esta, quando é diagnosticada é irreversível e os felinos têm de aprender a viver com a doença.

Esteja atento a quaisquer desvios nos padrões relativos a beber ou urinar. A falta de apetite, cansaço ou apatia, náuseas ou vómitos, fazem parte do quadro de sintomas de problemas nos rins e são motivo para ir ao veterinário.

4. Os gatos também têm problemas de visão, que podem resultar de cataratas, traumatismos, inflamações, infeções ou outras causas. Os sintomas mais óbvios são visíveis, mas a perda de visão pode ser silenciosa. Fique atento a alguma desorientação do gato, veja se ele choca contra as coisas ou se faz movimentos mais cuidadosos e lentos. Em qualquer dos casos é sempre aconselhável levá-lo ao veterinário.

5. A gengivite é outro dos problemas mais comuns e pode afetar gengivas, dentes ou outras partes da boca do animal, condicionando a sua capacidade de beber ou comer. Observe a boca do seu animal com alguma frequência. Dentes amarelados, gengivas inflamadas, dificuldade em mastigar e perda de apetite são sinais de que pode haver uma gengivite.