Impostos

Gasóleo vai pagar mais imposto, gasolina será menos tributada

1 min

Proposta de Orçamento do Estado para 2017 prevê a correção das diferenças na tributação dos dois combustíveis.

Optar por um automóvel com motor a gasolina ou escolher, em alternativa, um carro movido a gasóleo vai exigir fazer novas contas antes de se tomar uma decisão de compra. Isto é recomendável porque o Governo revelou a intenção de mexer na tributação destes combustíveis com o objetivo de corrigir a assimetria fiscal existente entre os dois produtos. 

A proposta de Orçamento do Estado para 2017 anuncia a intenção de se proceder à redução do imposto sobre os produtos petrolíferos que incide sobre o preço da gasolina, em simultâneo com o agravamento da tributação sobre o gasóleo. O documento indica que a correção a efetuar será concretizada de forma gradual, mas o processo deverá arrancar já no próximo ano.

Apesar do aumento da tributação, o Governo garantiu que o impacto no preço final do gasóleo será, para já, nulo, mas que o custo do litro de gasolina deverá sofrer um alívio. A discussão da proposta de Orçamento na Assembleia da República deverá esclarecer qual será o valor da correcção aos preços dos dois combustíveis, prevendo-se que o Estado arrecade mais 70 milhões de euros com as medidas em debate. 

O gasóleo é o combustível rodoviário mais consumido em Portugal. As estatísticas referem que, por cada litro de gasolina, vendem-se três litros de gasóleo. Atualmente, um litro de gasolina paga mais 20,5 cêntimos de imposto petrolífero em comparação com o gasóleo, situação que foi sendo justificada com a necessidade de proteger as empresas que prestam serviços de transporte de mercadorias e de pessoas.