Poupar

Fim do roaming finalmente à vista

1 min

No dia 15 de junho de 2017 chegam ao fim as sobretaxas que pagamos nas comunicações que fazemos em viagem, dentro da União Europeia.

Já reparou que os operadores de telecomunicações são os primeiros a dar-lhe as boas-vindas, sempre que chega a um país diferente? O aviso por sms de que, naquele país, as comunicações de voz e dados estão sujeitas a uma determinada tabela de preços, não falha. Mas esta é uma realidade que está prestes a mudar. A partir do dia 15 de junho, com o desaparecimento das sobretaxas, vai passar a pagar menos pela utilização do telemóvel sempre que viajar dentro da União Europeia. Isto aplica-se às chamadas e mensagens escritas, mas também à utilização de dados. Ou seja, vai ser possível utilizar aplicações sem se preocupar com a conta que há de vir.

Hoje, usar aplicações fora de Portugal ainda tem custos elevados. 1 gigabyte em roaming pode custar 50 euros. É certo que existem planos de roaming que permitem usar dados com a cobrança de um valor fixo por dia, mas vão deixar de ser necessários.

As regras que limitam o valor que os operadores de redes móveis podem cobrar uns aos outros pela utilização em roaming noutro Estado-membro da União Europeia foram aprovadas pelo Parlamento Europeu.

Os limites máximos serão de 0,032 euros por minuto para as chamadas vocais, em vez dos atuais 0,05 euros por minuto, e de 0,01 euros por mensagem escrita (SMS), o que representa uma descida de um cêntimo. Quanto à utilização de dados móveis, a tarifa máxima baixará de 50 euros para 7,7 por GB.  E não fica por aqui. As tarifas continuarão a descer, sucessivamente, até chegar aos 2,5 euros por GB, a partir de 2022 .