Direitos e Deveres

Fala sobre funerais com a sua família?

2 min

Saiba como preparar um funeral com alguma naturalidade

Para muitos é um tema tabu, sensível, evitado a todo o custo até ao momento em que não é possível evitá-lo. Mas há famílias que falam abertamente sobre o tema e até trocam impressões sobre como planeariam o próprio funeral. Se é um dos que conseguem conversar sobre o funeral, saiba que é possível prepará-lo com alguma naturalidade, em família.

Ser cremado ou enterrado

Para muitas pessoas é uma dúvida, para outras uma certeza. Há razões culturais, religiosas e até ambientais que dividem aqueles que defendem a cremação, o processo de redução do corpo humano para fragmentos de osso, através de fogo e altas temperaturas e o tradicional enterro. Em todo o caso, só estando informado é que pode sinalizar aos familiares próximos qual seria um dia a sua vontade.

Música no velório e funeral?

A música está associada aos bons momentos da vida e há quem não dispense a presença da música na hora da despedida. Já hoje as agências funerárias oferecem o serviço que permite escolher a composição de músicos ou coro, e que instrumentos musicais. Também pode optar simplesmente por uma das músicas clássicas associadas às cerimónias fúnebres. É tudo uma questão de gosto e de custos.

Flores?

Não deverá haver, em Portugal, funeral sem flores. Elas são uma das formas mais comuns de prestar homenagem e condolências a quem parte. Falar sobre o funeral será certamente falar sobre as flores preferidas, as cores e os cheiros que fariam das cerimónias uma despedida que respeite as preferências de alguém, em particular. E se houver quem não queira flores, de todo?

Vestir preto, branco ou outra cor?

A cor do luto varia de cultura para cultura. O preto nas culturas ocidentais, o branco-silêncio na Índia, o amarelo das flores secas no Egito, o azul celeste na Síria ou mesmo o vermelho na África do Sul. Mas a verdade é que pode não haver uma cor, mas muitas cores, se essa for a vontade expressa de alguém em vida. Já pensou sobre isso?

Outros desejos?

A vontade de cada um é o limite. Há quem peça a alguém para retirar um anel ou um fio e para o guardar para memória, há quem peça palmas em vez de lágrimas, há quem queira levar vestida uma peça especial ou ecológica. No fundo, há quem pense na morte, ainda em vida, e a deixe preparada para ser cumprida.