Poupar

Extintor sempre à mão

2 min

Muitos incêndios pode ser controlados numa fase inicial, se tiver à mão um extintor. E foi por isso que decidimos partilhamos consigo 10 coisas que deve saber sobre os extintores.

Os extintores servem para eliminar ou controlar os focos mais pequenos de incêndio. São o meio mais adequado para tentar atacar um fogo na sua fase inicial e, por vezes, impedem que este tome maiores proporções. É por isso que, seja nas empresas, nos prédios de habitação ou até num carro, é muito importante haver um extintor.

Aqui ficam 10 coisas que deve saber sobre extintores:

1. Existem vários tipos de extintores de incêndio, cada um contendo uma substância diferente. Existem extintores H2O (água na forma líquida) que são indicados para apagar incêndios com madeira, papel e tecido, por exemplo; extintores de Dióxido de carbono (CO2) que eliminam chamas provenientes de líquidos e gases inflamáveis como gasolina e gás de cozinha; e extintores de pó químico, indicados para incêndios causados por equipamentos elétricos.

2. Os extintores devem estar sempre bem visíveis e sinalizados em locais de fácil alcance, nunca a mais de 1,2 m do chão;

3. Devem estar colocados em suporte próprio e nas áreas de percurso normais de circulação, seja em empresas ou em edifícios habitacionais;

4. Num edifício habitacional, é da responsabilidade administração do condomínio a manutenção, inspeção, verificação e recarga de todos os extintores existentes no edifício;

5. Um extintor deve ser alvo de manutenção - obrigatória por lei - anualmente ou sempre que seja utilizado. Essa manutenção tem de ser feita por empresas certificadas pela Autoridade Nacional de Proteção Civil;

6.  Além da manutenção anual, há que verificar trimestralmente que os extintores se encontram funcionais e no local adequado;

7.  Os extintores devem ter uma etiqueta de manutenção onde deverão estar as informações relativas ao ano e mês do carregamento, ano e mês da revisão, ano e mês de validade;

8. Nunca devem estar tapados com peças de roupa, armários ou outros objetos que dificultem o acesso em caso de incêndio;

9. A mangueira do extintor deve estar sempre desimpedida para que o pó ou a espuma possam sair e o extintor não deve ter sinais de desgaste como a cavilha danificada, fugas ou ferrugem;

10. Devem estar instalados junto às saídas e sempre que se tiver de usar há que ter sempre um caminho livre nas costas pois, se o fogo se descontrolar deve conseguir sair do local;

Muitos incêndios, na sua fase inicial, podem ser controlados por qualquer pessoa que tenha à sua disposição meios de primeira intervenção, como é o caso do extintor. Apesar de não serem obrigatórios em prédios até 9 andares e até 3 pisos subterrâneos, é recomendável que existam em todos os prédios,  uma vez que, a sua existência nas partes comuns do edifício pode evitar males e tragédias maiores e controlar o fogo até à chegada dos bombeiros.

Afinal, como em quase tudo, mais vale prevenir que remediar.