Poupar

Eletricidade: será que está a pagar demais?

1 min

Se acha que anda a pagar demais de eletricidade, a explicação pode estar na leitura estimada. Se for o caso, resolva a questão de forma simples.

Quando olha para a fatura de eletricidade e constata estes dois termos – leitura real e leitura estimada – sabe o que significam?

A leitura estimada é uma estimativa da eletricidade que terá consumido – não a que consumiu de facto. É estimado um valor de consumo que é calculado a partir do consumo médio diário. O cálculo tem por base o seu histórico de consumo, ou seja, as leituras reais anteriores na sua casa. Se está numa casa nova, as contas são feitas com base no valor médio de outros consumidores com o mesmo perfil e a mesma potência contratada.

Esta leitura aplica-se quando não há uma leitura presencial. Mas saiba que pode acordar com o comercializador o valor da estimativa de consumo para os meses em que não há leitura presencial.

Periodicamente é feito o acerto da estimativa com base na leitura real. Para tal, o operador da rede de distribuição ou o comercializador vão a sua casa verificar no contador o consumo registado. Mas também pode tomar a iniciativa de fazê-lo diretamente, enquanto consumidor.

A leitura estimada pode implicar que esteja a pagar demais. Se, por exemplo, a casa esteve vazia durante algum tempo, se está muto pouco tempo em casa ou se acha que a estimativa está de alguma forma sobrevalorizada, pode comunicar a qualquer momento a sua leitura do contador e será feito um acerto de contas antecipado, ou seja, poupa dinheiro no imediato.

Consulte a última fatura e verifique a data indicada para dar a leitura do seu contador. A leitura real é a única forma de pagar apenas o que efetivamente consome.