Poupar

Dia Mundial da Poupança vem mesmo a propósito

2 min

A 31 de outubro assinala-se o Dia Mundial da Poupança. Saiba como surgiu e conheça aplicações que podem dar uma ajuda no controlo das suas despesas.

Nos últimos 20 anos, a taxa de poupança em Portugal nunca esteve a um nível tão baixo quanto aquele que se verifica atualmente. Os números recolhidos pelo Instituto Nacional de Estatística comprovam esta situação. Em 2014, aquele indicador fixou-se em 6,9% do rendimento disponível das famílias, interrompendo a recuperação que se verificou a partir do ano em que o país pediu ajuda externa, em 2011. 

Os dados revelam uma situação preocupante, já que as despesas de consumo estão a acelerar mais do que o rendimento disponível. E isto significa que o país não está a acumular "reservas" que permitam travar o endividamento externo que, apesar do período recessivo recente, se mantém elevado. Por estes motivos, o Dia Mundial da Poupança, que se assinala a 31 de outubro, não poderia vir mais a propósito.

A data, celebrada em todo o mundo, teve origem há 91 anos. No contexto do rescaldo da Primeira Guerra Mundial (1914-1918), com as economias vergadas ao peso do sobreendividamento, a tentarem recuperar ritmo de crescimento e com a elevada inflação a comer os rendimentos dos agregados familiares, sobretudo em países como a Alemanha, incentivar a poupança tornou-se numa forte necessidade. Reunidos no I Congresso Internacional da Economia, realizado em Milão em outubro de 1924, representantes de 29 países decidiram decretar o derradeiro dia daquele mês como data destinada a assinalar a importância de poupar.

Objetivo? Lançar o alerta junto dos consumidores sobre as vantagens de manter a disciplina sobre os gastos e de acumular dinheiro que poderia ser investido, financiando a economia. Na difícil conjuntura da época, também era necessário restaurar a confiança no sistema bancário, levando as famílias a depositar o dinheiro nas instituições financeiras, em vez de o guardarem "debaixo do colchão". A ideia pertence ao economista italiano Filippo Ravizza (1875-1957) que a lançou no último dia do evento de Milão.

A iniciativa ganhou popularidade, mas a celebração foi interrompida durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Após o conflito, ganhou novo ímpeto perante as necessidades das economias do pós-guerra e assumiu especial relevo entre as décadas de 1950 e 1970, período de prosperidade para as economias europeia e norte-americana. 

Para assinalar o Dia Mundial da Poupança, tome nota de aplicações que podem ajudar a controlar as despesas e a aumentar a sua taxa de poupança.

beMyWallet

É um site para gestão do orçamento familiar lançado em outubro de 2013 pela empresa portuguesa Gatewit, e está acessível a partir de computadores, smartphones e tablets. 

Boonzi

É uma ferramenta que importa o extrato bancário dos utilizadores para a plataforma em que assenta, disponível em versão mobile e em computadores com sistemas operativos Windows e MacOs. 

Quicken

Ajuda os utilizadores a tomar melhores decisões no planeamento do orçamento.

Spending Tracker

É uma aplicação gratuita para sistema iOS (iPad, iPhone ou iod) e Android, que permite gerir as receitas e as despesas pessoais. Fornece relatórios estatísticos semanais, mensais ou anuais e faz gráficos de divisão ou de evolução das categorias.