Poupar

Como fazer a destruição de documentos confidenciais em segurança?

1 min

Existem documentos que, nas mãos erradas, podem colocar em causa a sua segurança e privacidade. Não os deite fora sem destruir todos os vestígios de dados pessoais.

Chegamos a casa, vamos ao correio, retiramos toda a correspondência, incluindo recibos que também recebemos via email, cartas de bancos a sugerir novos produtos e outra documentação que não nos interessa. Facilmente, vai tudo parar ao caixote da reciclagem de papel (ecoponto azul), sem qualquer cuidado.

Se este comportamento lhe é familiar, está na altura de passar a rasgar alguns tipos de documentos, antes de os deitar fora. Temos tendência para facilitar, por acharmos que há coisas que só acontecem aos outros. Mas o roubo de identidade é crime, pode comprometer seriamente toda a sua vida e demorar anos até ser resolvido. E um simples documento que contenha os seus dados pessoais ou informações sobre as suas contas bancárias pode dar aso ao roubo de identidade.

 

Como fazer a destruição de documentos confidenciais?

Rasgue sempre todos os papéis que contenham qualquer informação pessoal, nem que seja um simples CV. E tenha especial cuidado com estes três tipos de documentos:

  • Além de conterem informação pessoal, como nome e banco, pode até incluir a sua assinatura, no caso das compras com cartão de crédito.
  • Cartões de embarque. O código de barras permite aceder a toda a sua informação pessoal, incluindo registos de localização e viagens. E existe forma de decifrar essa informação através da Internet. Assustador, não é?
  • Cartas RSF. Essas cartas que promovem ofertas de artigos incríveis podem ser um perigo nas mãos de alguém mal intencionado. Os formulários já têm os seus dados pessoais impressos e basta que assinale com uma cruzinha que quer receber aquele artigo e envie cupão no envelope RSF (Resposta Sem Franquia).