Poupar

Custos escondidos nos pacotes de telecomunicações

1 min

Se a fatura de telecomunicações veio com um valor mais alto do que o esperado, a questão que se coloca é: sabe, ao certo, que serviços contratou com o seu operador?

Não são raras as vezes em que os consumidores aproveitam um pacote promocional para mudar de operador e poupar. Até aqui, tudo bem. O problema vem a seguir, quando chega a fatura mensal e, muitas vezes, o valor não bate certo com a promoção que o consumidor julgava ter contratado. Isto acontece, regra geral, porque as promoções dos operadores não explicam tudo de forma explícita e os clientes não perguntam o que deviam perguntar. E, depois de assinado um contrato, pouco há a fazer.

Para evitar situações como estas, nunca é demais lançar o alerta. Antes de contratar um serviço de telecomunicações, informe-se bem, leia todas as condições do contrato - inclusive as letras mais pequeninas - e faça estas dez perguntas:

1. A promoção é temporária ou definitiva? 2. Se é temporária, quanto tempo dura? 3. Que valor mensal vou pagar depois da promoção? 4. O serviço tem um limite mensal? 5. Se sim, se exceder esse limite, quais são os custos? 6. O aluguer da TV BOX está incluído na promoção da mensalidade? 7. O equipamento telefónico está incluído? 8. O pacote oferece fibra ótica? 9. E há fibra ótica na zona onde vivo? 10. Qual é o custo exato da rescisão antecipada do contrato?

Se tiver mais dúvidas, coloque a sua questão à Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) no Portal do Consumidor. Evite surpresas desagradáveis.