Poupar

Contadores inteligentes: maior controlo sobre a conta de eletricidade

3 min

Até 2024 todos os contadores domésticos serão inteligentes. Saiba o que muda e como pode poupar ao trocar o aparelho analógico pelo inteligente.

Data de publicação 2021 M10 7

Segundo a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), mais de metade das casas portuguesas (instalações de baixa tensão normal) já têm contadores inteligentes. A E-Redes tem um plano nacional de contadores inteligentes que prevê que, até 2024, isto se verifique em todos os domicílios nacionais.

Este tipo de contador permite ao consumidor ter um maior controlo sobre os seus consumos e assim avaliar se as suas opções de tarifa e contratação de potência são as mais lógicas para o seu uso doméstico. Além disto, permite uma maior rapidez nas alterações que possa querer fazer no seu fornecimento de energia, uma vez que a maioria dessas operações (incluindo algumas reparações, se necessárias) se fazem remotamente.

O que são exatamente?

Os contadores inteligentes (ou smart meter) existem para a eletricidade e para o gás natural, embora o plano nacional para a instalação dos contadores Inteligentes contemple apenas o fornecimento de energia elétrica.

Um contador inteligente funciona em telecontagem, isto é, faz a medição do consumo de energia de forma digital e garante uma comunicação automática com o operador de rede de distribuição. Como a comunicação dos consumos é feita pelo contador, deixa de existir o pagamento por estimativa. A fatura terá o valor real que foi consumido.

Quanto custa a sua instalação?

A instalação é gratuita e obrigatória. Cada domicílio será contactado pela E-Redes, antiga EDP Distribuição, com informação da data em que será feita a substituição do aparelho analógico pelo digital. Também pode contactar voluntariamente a E-Redes para solicitar a substituição do contador ou a companhia fornecedora de energia para perceber se já tem um contador inteligente.

O que muda com a sua instalação?

A alteração mais visível no dia-a-dia de quem já tem um contador inteligente é deixar de ser necessário dar a contagem ao fornecedor de energia. A leitura é automática e real, sem estimativas, como já dito. Os contadores inteligentes oferecem ainda outras facilidades:

  • Operações sem o deslocamento de um técnico — como o acesso ao contador por parte da operadora é remoto, operações como a mudança da potência contratada pode ser feita sem a visita de um técnico. O mesmo serve para operações de reconfiguração de tarifa ou para restabelecer ou terminar o fornecimento de energia, por exemplo.
  • Controlo sistemático sobre os consumos — os contadores inteligentes registam os consumos de hora a hora (ou até em períodos menores do que isso) e isso significa que pode analisar o seu consumo e perceber que tarifa é melhor se adequa ao seu estilo de vida, ou perceber qual a potência do seu pico de consumo e se a potência contratada é exagerada para o seu caso. Basta para isto pedir os dados de consumo ao fornecedor do serviço ou registar-se no site da E-Redes, que é independente dos fornecedores de energia. É esta empresa que recebe os dados e os reenvia para a companhia que contratou. Através do seu portal online consegue ter acesso a todas informações que o contador envia — o dia em que envia a contagem, a potência requisitada ou os picos mensais de consumo.
  • Identificação de avarias mais rapidamente — a ligação remota aos técnicos permite identificar avarias e solucioná-las sem o deslocamento de um profissional a sua casa.

Como funcionam?

A comunicação entre contadores e fornecedores de energia é feita através de um sistema autónomo. Não é necessário ter internet em casa ou qualquer outro aparelho além do próprio contador.

O contador inteligente não precisa de uma potência alta para funcionar. Essa já foi uma realidade, levou a que alguns consumidores que contratavam baixas potências tivessem de as aumentar e consequentemente pagar mais com a mudança de contador. Segundo a E-Redes, essa questão já não se verifica e hoje é possível mudar para um contador inteligente e manter uma potência mais baixa sem que a eletricidade esteja constantemente a cair em casa.

Como atuar quando ficar sem luz?

Quando o quadro vai a baixo (por uso de excesso de potência) não é preciso mexer no contador (embora possa recuperar a luz também assim). A vantagem é para quem tem o contador fora de casa. Nesses casos basta esperar alguns segundos e ligar o disjuntor que está desligado (no quadro elétrico).

Também pode recuperar a luz através do contador, carregando no botão de controlo por alguns segundos.