Investimentos

Conheça as vantagens dos fundos de investimento

2 min

Já deve ter escutado testemunhos de quem conseguiu rendibilidades superiores a alternativas mais conservadoras ao aplicar dinheiro em ações. Resta saber se é boa ideia aplicar pequenas poupanças diretamente neste mercado.

Se pretende investir a longo prazo e aceitar correr mais riscos em busca de rendibilidades mais compensadoras, as ações são o ativo mais adequado para atingir os seus objetivos. Acontece que tem duas alternativas. Pode investir diretamente nos títulos das empresas e passar a gerir a sua própria carteira ou optar pelo investimento indireto, através de fundos de investimento. Quais são as vantagens?

1. Descanse e deixe que alguém trabalhe por si.

Uma das vantagens dos fundos de investimento está no facto de evitarem que tenha de gastar tempo a seguir a evolução dos mercados e da cotação das empresas em que decidiu investir. Os fundos são geridos por profissionais que fazem esse trabalho por si. São pagos para obterem boas rendibilidades e fazerem as escolhas que, em função da conjuntura, podem proporcionar os melhores resultados.

2. Se as poupanças são de pequena dimensão, a sua carteira pode ser enorme.

O funcionamento de um fundo de investimento obedece a uma lógica muito simples. Trata-se de organismos de investimento coletivo. O dinheiro de milhares de pequenos investidores é somado e a carteira resultante da acumulação de toda esta poupança permite construir uma carteira que, só com o esforço individual, seria difícil de obter. Vantagem? A carteira do fundo poderá, assim, ser investida de forma diversificada, diluindo o risco. É a velha história de não colocar os ovos todos no mesmo cesto.

3. O que não falta são fundos para todos os gostos.

Fundos de ações nacionais, mundiais, concentrados em mercados emergentes, especializados em setores de atividade específicos, de tesouraria. O mundo dos fundos de investimento é quase infinito e há escolhas para todos os gostos. Se quer investir a longo prazo e não pensar mais no assunto, a solução adequada poderá ser a de aplicar o seu dinheiro em fundos que apliquem a carteira em ações de todo o mundo. As perdas eventuais registadas nuns mercados poderão ser compensadas pelos ganhos obtidos noutros.

4. Ninguém gosta de trabalhar de graça.

Antes de investir, compare as rendibilidades históricas obtidas pelos fundos que fazem, potencialmente, parte da suas escolhas e objetivos. No mínimo, averigue quais os resultados alcançados no prazo de cinco anos. Rendibilidades consistentes em anos consecutivos, indicam que o fundo de investimento em causa é mais bem gerido do que os seus concorrentes. Mas não se esqueça, também, de comparar as comissões de subscrição, gestão e resgate que são cobradas por cada fundo. Há quem cobre comissões mais elevadas e aquilo que lhe interessa é encontrar um fundo bom e menos oneroso do que os concorrentes.

Recolha mais informação sobre fundos de investmento na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e na Morning Star.