Poupar

Compras online: está a fazer o melhor negócio em segurança?

3 min

Para que o barato não saia caro, siga cinco conselhos na hora de comprar online. E não se esqueça de fazer as contas, já que uma compra fora da UE pode sair muito cara.

Data de publicação 2021 M09 16

Apesar de haver muitos sites fidedignos, quem faz compras através da internet arrisca-se, muitas vezes, a ver as suas expetativas defraudadas. Ou são os artigos que não correspondem às fotografias, ou é o custo final (com os portes e a conversão) que sai mais elevado do que o esperado. Por outro lado, desde Julho de 2021, se a encomenda é expedida de fora da União Europeia — apesar de ter feito a compra num site europeu — tem de pagar IVA e taxas aduaneiras.

Acrescem os riscos de ver os dados pessoais, o número do cartão de crédito ou conta bancária serem usados de forma fraudulenta, ou até mesmo de nunca chegar a receber o bem que compra. Não acontece só aos outros. Por isso, tenha sempre presentes estes cinco cuidados:

Faça as contas aos custos alfandegários

As regras comunitárias para as compras online de produtos expedidos fora da União mudaram. A isenção de pagamento do IVA em compras extracomunitárias até aos 22€ terminou a 1 de julho de 2021. Agora, qualquer compra está sujeita ao imposto de 23%. A isto acrescem as taxas aduaneiras, no caso da compra ser superior a 150€. A soma destes fatores será o preço real do que comprou, e pode tornar mais competitiva um produto da União Europeia.

Quanto aos procedimentos para desalfandegar a sua compra, esses estão mais simples.

  • Tudo começa no site em que está a comprar: no caso de estar a fazer uma compra inferior a 150€, verifique se oferece ou não a hipótese da cobrança do IVA no ato da compra. Alguns têm também a hipótese de pagar os encargos aduaneiros, e se for o caso, não tem de preocupar-se com mais nada: a encomenda chega-lhe a casa. Até ao final do ano, os CTT não cobram taxas aduaneiras em compras cujo IVA foi pago no site da transação (inferiores a 150€).
  • Se o IVA e as restantes taxas estão por pagar, basta ir ao portal dos CTT e desalfandegar as encomendas. É a partir de lá que paga o IVA e as restantes taxas. Há que ter em atenção que os direitos aduaneiros são cobrados de acordo com uma tabela e varia segundo a designação do produto. Pode entrar no Portal das Finanças (acedendo a Alfândegas > Pauta Aduaneira > Nomenclaturas > Importação) e fazer uma simulação.
  • Se no momento da compra forneceu o seu número de telefone ao comerciante, quando a encomenda sair do país de origem recebe um SMS pedindo que aceda ao Portal dos CTT para a desalfandegar. Se não deu o seu contacto, vai receber uma carta dos CTT.

Quando a embalagem chega a Portugal, se todos os impostos e taxas estiverem pagos, os CTT fecham o processo com a Autoridade Tributária e Aduaneira. A encomenda chega-lhe a casa.

Lembre-se que é considerada uma compra extra-comunitária aquela que é expedida de um país fora da União, mesmo que a compra seja feita num site europeu.

Confirme a identidade do vendedor

Os sites credíveis contêm a identificação do vendedor, endereço físico, número de telefone e email. Desconfie de sites que não fornecem elementos fidedignos, bem como informações sobre a política de privacidade e de segurança.

Garanta uma forma de pagamento segura

As páginas consideradas seguras têm o símbolo de um cadeado e a indicação https:// em vez de http://. Isto é um certificado de segurança que garante que os dados enviados pelo computador são encriptados (codificados). Se possível, opte por pagar através de referência multibanco ou contra entrega. É mais seguro do que dar os dados do cartão de crédito.

Não apague emails de confirmação da compra

Guarde toda a documentação relativa à compra para o caso de ser necessário trocar ou devolver o objeto que comprou, pedir assistência pós-venda ou acionar a garantia.

Compre com tempo.

Este é um cuidado que deve ter especialmente em épocas festivas, como o Natal, e no caso da compra ser um presente. Isto para prevenir eventuais atrasos na entrega da encomenda.

Lembramos que os prazos para devoluções e reembolsos são 14 dias seguidos, a contar a partir do dia em que recebe a compra. Neste prazo, pode desistir da compra sem ter de dar qualquer tipo de justificação.

E, já agora, compare os preços antes de comprar. Procure o mesmo artigo em vários sites ou utilize um site que permita comparar preços. O kuantokusta é um dos mais utilizados em Portugal. Boas compras.