Trabalho e carreira

Como utilizar o subsídio de desemprego para criar o seu próprio negócio

2 min

Atualmente já é possível pedir a totalidade do subsídio para criar um negócio. O IEFP dá o apoio técnico na constituição do negócio.

O desemprego é um flagelo que tem vindo a atingir cada vez mais pessoas em Portugal. Confrontadas com esta realidade, e muitas vezes sem grandes alternativas em termos de procura de emprego, algumas pessoas optam por começar o seu próprio negócio.

O Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) disponibiliza vários apoios técnicos, financeiros e logísticos para a criação do próprio emprego.

No entanto, para quem esteja desempregado, inscrito no IEFP e tenha direito ao subsídio de desemprego existem apoios específicos que são proporcionados através do Programa Estímulo à Oferta de Emprego.

Agora já é possível transformar a situação de desemprego em empreendedorismo utilizando o subsídio de desemprego programado. Isto significa que uma pessoa que esteja desempregada pode optar pelo pagamento total ou parcial do valor global das prestações de desemprego, de forma isolada ou em acumulação com o crédito bonificado e garantido (MICROINVEST ou INVEST+) - Poderá consultar aqui as características gerais destas duas linhas.

O valor total recebido dessas prestações deve ser aplicado no seu novo negócio. Não se tem de preocupar porque o IEFP assegura todo o apoio técnico na criação e constituição da empresa.  Para se candidatar, tem de apresentar um requerimento para o pagamento do valor global das prestações de desemprego no Centro de Emprego da sua área de residência. 

Deve ainda apresentar o projeto de criação do próprio emprego no centro de emprego (isto quando não há recurso à linha de crédito do Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego - PAECPE), ou na Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (quando recorre à linha de crédito MICROINVEST) ou ainda na instituição bancária (em situações em que recorra à linha de crédito do PAECPE fora do âmbito do Plano Nacional de Microcrédito).

Para saber mais informações sobre os detalhes dos apoios poderá consultar o site do IEFP aqui.

O ideal será depois deslocar-se ao Centro de Emprego mais próximo da sua área de residência, onde irá ter à sua disposição uma equipa técnica que o irá ajudar na construção e concretização do seu projecto empresarial, ajudando-o a escolher a solução mais adequada ao seu caso. Pode consultar a lista de Centros de Emprego aqui.

 

Artigos relacionados:

 

Especial Animais

Dizem que os animais são os nossos melhores amigos, por isso criámos um especial para eles!

Cão à janela do carro vale multa pesada

Poupar

Cão à janela do carro vale multa pesada

1 min
10 receitas de comida para o seu cão feitas em casa

Poupar

10 receitas de comida para o seu cão feitas em casa

2 min
Tem um gato? Prepare-lhe refeições caseiras

Poupar

Tem um gato? Prepare-lhe refeições caseiras

2 min
Pode invadir uma casa para salvar um animal maltratado?

Direitos e Deveres

Pode invadir uma casa para salvar um animal maltratado?

3 min
Cão na creche, cão feliz.

Direitos e Deveres

Cão na creche, cão feliz.

5 min
5 despesas que pode evitar com animais

Poupar

5 despesas que pode evitar com animais

1 min
Como poupar nas despesas de veterinário

Poupar

Como poupar nas despesas de veterinário

4 min