Poupar

Como tornar-se numa família desperdício zero

1 min

Gostava de fazer um consumo mais consciente e reduzir o desperdício, mas não sabe por onde começar? Explicamos-lhe em 5 passos como deve fazer.

Já é uma filosofia de vida para milhares de pessoas em todo o mundo. Baseia-se nos cinco “erres”, em inglês: refuse, reduce, resume, recicle e rot. Ou seja, recusar aquilo que não lhe faz falta, reduzir o consumo, reutilizar, reciclar e decompor. Os seguidores do movimento criado por Bea Johson defendem que é mais fácil do que parece.  

1) Informe-se

Antes de tomar qualquer decisão, informe-se. Existem vários sites, blogs e livros sobre o tema. Propomos que comece pelos de Bea Johson, já que é considerada a guru mundial do Desperdício Zero. 

2) Faça uma transição gradual

Comece, por exemplo, por aplicar o desperdício zero na sua casa-de-banho.  Opte por produtos sólidos: champô, sabonete, desodorizante, pasta dos dentes e até maquilhagem. Substitua a escova de dentes de plástico por uma de bambu e desista dos cotonetes (até porque, segundo os otorrinos, são prejudiciais para os ouvidos).

3) Passe a mensagem

Aproveite os aniversários, festividades e reuniões de família para transmitir a mensagem através de gestos ou comportamentos. Reduza as quantidades cozinhadas e guarde as sobras em frascos de vidro; opte por guardanapos e lenços de pano; utilize t-shirts velhas como panos de cozinha e de limpeza; ofereça consumíveis aos adultos - como compotas ou ervas aromáticas - e experiências às crianças, embrulhe as prendas em tecido.

4) Reduza o consumo

Recuse aquilo que não lhe faz falta e faça compras de forma mais inteligente. Compre a granel, utilize uma garrafa reutilizável ou um termo,  utilize sacos de pano e frascos de vidro para as suas compras, escolha peças funcionais e que permitam vários estilos para o seu guarda-roupa, substitua todos os produtos de limpeza por um só.

5) Reduza o lixo e o desperdício

Separar o lixo e reciclar é fundamental. Nem sempre é fácil saber onde reciclar objetos como eletrodomésticos, óleo, pneus, mas existem soluções, muitas vezes, até próximo de casa. Se tiver roupa em mau estado, que já não serve para ser doada, algumas lojas recebem para ser reciclada. Quanto ao lixo orgânico, se tiver quintal, pode fazer compostagem em casa. Ou, então, informe-se junto da sua autarquia sobre compostagem comunitária.