Poupar

Como falar com a família sobre dinheiro. E sem discussões

1 min

Dinheiro e família nem sempre são ingredientes fáceis de conjugar. Mas há formas de evitar tensão e discussões.

Juntar família e dinheiro não precisa de ser uma mistura explosiva. Os especialisas em finanças pessoais garantem que existem formas de fazer uma reunião financeira com os familiares sem discussões. Conheça cinco dicas para que a conversa corra bem.

1. Escolha o lugar adequado. Muitas vezes, o local escolhido para a reunião familiar pode definir o sucesso do encontro. Se dois familiares não estão de boas relações e o encontro está marcado para a casa de um deles, pode ser terreno fértil para semear discussões. Pense num lugar neutro. 

2. Defina os temas a debater. As melhores reuniões são aquelas que têm uma agenda bem definida e os pontos são seguidos à risca. Se o motivo da reunião é o de discutir a divisão de uma herança, por exemplo, faça uma lista de todos os bens a dividir pelos herdeiros para que sejam discutidos um a um.

3. Decida quem deve estar presente. Se tem uma família muito extensa, pense em fazer mais do que uma reunião, dividindo as questões a tratar por grupos mais reduzidos. Quanto mais reduzido for o número de pessoas, mais eficiente será a discussão.

4. Aproveite para educar as crianças. Uma discussão sobre dinheiro, em especial alargada à toda a família, pode ser um bom momento para explicar aos mais novos (e provavelmente futuros herdeiros) como gerir o património familiar.

5. Faça planos de futuro. Para que as decisões tomadas em família tenham consequências, é importante definir os próximos passos a tomar, que tanto podem incluir iniciar o processo de venda de um imóvel familiar ou decisões de investimento, por exemplo.