Poupar

Como definir objetivos para o Ano Novo. E como manter as resoluções

2 min

Quando o ano chega ao fim, começa a época de fazer o balanço e elaborar novos planos. O mais difícil é seguir o que definimos. Conheça as oito resoluções de ano novo mais populares e algumas dicas sobre como as manter.

Mantenha o foco na resolução mais importante. No final do ano temos tendência a aproveitar para tomar várias decisões em simultâneo. Mas, quantas mais decisões tomamos, menor será a probabilidade de as cumprirmos a todas. Quando tentamos mudar tudo de uma vez, corremos o risco de acabar a não mudar nada.

A solução está em focar a atenção e energia na resolução que considera mais importante. 

1. Planeie com antecedência. Não espere até à passagem de ano para tomar decisões. No calor das celebrações, e à medida que soam as 12 badaladas, podemos acabar por tomar decisões precipitadas que, no dia seguinte, nos parecem absurdas ou apenas difíceis de manter.

2. Siga a regra dos 21 dias. Existem várias técnicas para tentar mudar um hábito. Uma das mais conhecidas é a dos 21 dias, desenvolvida pelo médico Maxwell Maltz. Aconselha a que se tente implementar um hábito com base no esforço para o repetir durante 21 dias consecutivos. Se começar a nova resolução nos primeiros dias de janeiro, tente segui-la até ao fim do mês para conseguir ganhar um novo hábito.

3. Dê pequenos passos. Se a sua decisão de ano novo é a de começar a poupar, comece por um pequeno valor por mês ou por semana. Aumente o valor apenas quando o hábito estiver consolidado. O mesmo princípio é válido para outros exemplos. Se pretende dedicar-se à corrida, não comece logo a tentar correr grandes distâncias. Comece com dois quilómetros, por exemplo, e aumente a distância quando se sentir confortável.

4. Crie um sistema de recompensas. À medida que for avançando na concretização das suas resoluções e na criação de novos hábitos, ofereça-se uma recompensa. Se um dos seus objetivos é o de passar a comer de forma mais saudável, instaure um dia por semana em que pode comer o que quiser. 

5. Crie, também, um sistema de penalizações. Da mesma forma que se deve recompensar por cumprir os objetivos, também deve instaurar um sistema de penalizações para aplicar sempre que não cumprir com as resoluções que definiu. 

6. Não exagere. Quando tomamos uma resolução de Ano Novo, é porque desejamos mudar algo, mas não devemos resumir toda a nossa vida a essa mudança. Voltando ao exemplo da poupança, se um dos seus objetivos é o de começar a poupar, fazer um orçamento e cumpri-lo pode ajudar a cumprir as metas estabelecidas. Mas o orçamento não se deve tornar numa obsessão. Éimportante estabelecer, também, alguma margem de manobra. 

7. Relembre com frequência porque tomou a resolução. Quando tomou as resoluções para o novo ano é porque chegou à conclusão de que havia coisas que queria fazer ou alterar. Concentrar-se nas razões pelas quais decidiu mudar é uma das formas mais eficazes para se manter motivado. Outra forma é a de recordar com frequência o que decidiu e porquê, através de notas, mensagens para si próprio e lembretes.