Dinheiro

Como conseguir rendimento extra para o Natal

4 min

O orçamento não estica e no Natal parece ser ainda mais apertado, mas há formas de ter rendimento extra para as Festas que se aproximam. Deixamos-lhe algumas sugestões rápidas para pôr em prática.

Data de publicação 2021 M12 7

As prendas, a decoração de Natal, as compras extra de supermercado, os gastos de energia a subir. O Natal é a época mais feliz do ano para a maioria das pessoas, mas obriga a uma grande ginástica orçamental, para que nada ou ninguém fique de fora. Se calhava mesmo bem ter algum rendimento extra neste Natal, siga as nossas sugestões.

Faça os seus presentes de Natal e ganhe um rendimento extra

Poupar é uma das melhores formas de assegurar rendimento extra. Se trocar algumas prendas que precisa de comprar por outras feitas por si, já está a fazer subir o saldo bancário. Há quem tenha jeito para a cozinha, para a decoração, para a costura, para fazer cosméticos, é só uma questão de apostar mais naquilo que já faz de vez em quando - e que todos elogiam - , e transformar isso nas melhores prendas de Natal.

Explore esse seu potencial e faça prendas para os outros

Tal como pode fazer presentes para oferecer, também pode fazer isso para outros darem. A família e os amigos adoram as suas compotas, as suas bolachas, os seus bombons de chocolate? Diga que está disponível para vender isso, promova-os como ideias de presentes de Natal. É só uma questão de definir um menu - curto, para não complicar o trabalho na cozinha - e datas de entrega, para que tudo chegue bem fresco e saboroso ao destinatário final. Ou então se tem jeito para crochet ou macramé – que está tanto na moda – ou até mesmo para outros artigos artesanais, comece por aí. Quem sabe se depois não acaba por abrir um negócio?

Aceite encomendas de comida para conseguir um rendimento extra

Os dotes de culinária não têm de resumir-se a doces e biscoitos natalícios, principalmente se o objetivo é juntar dinheiro ao longo de todo o mês. Bolos e fritos, doces ou salgados, são produtos que consegue promover facilmente junto de amigos ou nas redes sociais. E mesmo tartes, empadas ou tabuleiros de comida para ir ao forno podem dar imenso jeito naqueles dias em que temos uma família para alimentar e não há mesmo tempo para ir para a cozinha.

Venda peças de decoração

Podem ser natalícias ou servir para todo o ano, a verdade é que a maioria das pessoas gosta de decorações originais, que não pareçam saídas da loja onde todos vão comprar. Quem tem jeito para artesanato, facilmente consegue vender enfeites para a árvore, centros de mesa, coroas de Natal, velas personalizadas, argolas de guardanapo - ou mesmo os próprios guardanapos e toalhas de mesa, se tiverem um toque personalizado. Use as redes sociais – as suas ou crie mesmo uma página -  para divulgar os seus produtos. Assim chega a mais pessoas, além do seu grupo de amigos e consegue aquele rendimento extra que tanto precisa.

Coloque à venda o que já não usa

Roupa, sapatos, eletrodomésticos, livros, objetos de decoração ou peças de mobiliário. Tudo pode ter uma segunda ou terceira vida na casa de alguém, e dar-lhe a si algum rendimento extra nesta altura do ano. Há cada vez mais sites e plataformas, especializadas ou generalistas, para vender artigos usados. E para um negócio mais imediato, pode procurar uma feira perto de si e vender os seus artigos diretamente do seu carro. Pode também usar este método para vender os produtos das dicas acima, que fizer em casa.

Tempo livre para Babysitting e Pet Sitting podem gerar rendimento extra

A azáfama do Natal não escolhe idades, famílias ou casas. Se tem algum tempo livre, ponha-o à disposição de outros que tenham compras urgentes para fazer, encontros de amigos ou eventos de empresa e precisem de deixar os filhos bem acompanhados. Além do tradicional babysitting, uma tendência que cresce cada vez mais é o pet sitting. Seja por umas horas ou mais de um dia, se tem um jeito especial para animais, pode disponibilizar os seus serviços a tomar conta de alguns patudos.

Se o dinheiro não esticou e não conseguiu o rendimento extra que necessita, peça uma linha de crédito

Houve uma emergência em casa ou no carro que lhe “levou” uma grande fatia do salário ou subsídio de Natal? Uma linha de crédito é uma boa solução para garantir o Natal da família sem depender de vendas e encomendas que não estão garantidas, ou como reforço a isso mesmo. Com uma linha de crédito - entre 500 euros a 4.750 euros na Cofidis -, fica com o valor de que precisa logo disponível, para ir usando conforme necessita. As mensalidades baixas, a partir de 13,5 euros, ajudam a ir pagando a linha de crédito sem interferir com as contas em casa. E pode sempre ajustar a mensalidade, reutilizar dinheiro entretanto já pago, ou aumentar o valor máximo de crédito, caso tenha essa necessidade.

Existem outras formas de conseguir rendimento extra todos os meses, como participar em inquéritos, testar produtos, fazer figuração ou vender artigos de catálogo como cosméticos. No entanto, essas soluções funcionam mais no médio ou longo prazo. Para acrescentar já uns euros ao orçamento de Natal e Ano Novo, o melhor mesmo é pôr já as mãos na massa.