Crédito

Cartão de crédito: também pode pagar em prestações

1 min

Alguns cartões de crédito já permitem pagamentos fraccionados, ou seja, em prestações mensais. Conheça os pormenores.

Os cartões bancários continuam a ser o método de pagamento preferido dos portugueses. De acordo com o Banco de Portugal, em Julho e Agosto, foram movimentados mais de 25 mil milhões de euros – mais 7% do que no ano anterior. Há quem prefira utilizar, apenas, cartão de débito, mas também há muitos portugueses que recorrem ao crédito. Antes de começar a utilizar um cartão de crédito, deve certificar-se que está devidamente informado sobre todos os detalhes. Existem várias dicas para escolher o cartão que mais se adequa às suas necessidades e até para poupar, se souber fazer uma gestão inteligente. Uma das alternativas, para isso, passa pelos pagamentos fraccionados. Explicamos-lhe tudo o que precisa de saber.

O que são os pagamentos fraccionados?

Os pagamentos fraccionados com cartão de crédito são, na prática, pagamentos em prestações fixas mensais.

Como funcionam?

Este método de pagamento, permite ao utilizador duas opções:

  • descontar o valor da compra no plafond habitual
  • transferir o valor gasto para uma linha de crédito paralela, que vai permitir o pagamento em prestações mensais

É necessário pagar juros?

Em alguns casos poderá ter de pagar uma TAEG (Taxa Anual Efetiva Global), mas noutros poderá mesmo ter isenção de juros. É o caso, por exemplo, de alguns cartões de crédito associados a hipermercados, lojas e viagens.

Quais as vantagens?

Os pagamentos fraccionados funcionam de forma semelhante a um crédito pessoal, mas são mais simples: não implicam ter de esperar por aprovação nem lidar com burocracia.

Depois, permite-lhe escolher uma solução que vá ao encontro das suas possibilidades financeiras. O facto de ter uma prestação mensal fixa faz com que seja mais fácil prever as suas despesas, sem surpresas. O ideal é escolher um cartão sem pagamento de juros. E, claro, certifique-se sempre de que vai ter dinheiro disponível para pagar as suas contas, para não correr o risco de cair numa situação de sobre-endividamento.

Informe-se junto do seu Banco sobre as alternativas existentes ou utilize um comparador para descobrir a solução mais adequada às suas necessidades. Lembre-se que a utilização de um cartão de crédito exige sempre uma atitude de consumo consciente. Boas compras!