Investimentos

Carros elétricos: os mais vendidos e mais baratos em Portugal

5 min

Nunca se venderam tantos veículos elétricos em Portugal e nunca houve tantos modelos. Conheça as marcas preferidas dos portugueses e os modelos mais acessíveis.

Data de publicação 2021 M11 19

É uma verdadeira revolução aquilo que está a acontecer atualmente no setor automóvel em Portugal, com a mobilidade elétrica a ganhar terreno a um ritmo nunca visto. Segundo dados da Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE), Outubro foi o mês em que mais carros elétricos foram vendidos no nosso país, tendo sido ultrapassada a barreira dos 3 mil veículos matriculados (1715 veículos 100% elétricos e 1334 híbridos plug-in). Também a quota mensal registou um aumento inédito, situando-se nos 27,6%, o que mostra que os portugueses estão mesmo apostados em optar por veículos mais amigos do ambiente.

Sintonizados com as preferências dos cidadãos, e conscientes das transformações obrigatórias que se avizinham relacionadas com as metas de descarbonização impostas pelos vários países (por exemplo, a União Europeia propôs que, a partir de 2035, seja proibida a comercialização de automóveis novos equipados com motores a gasolina ou gasóleo), também o setor automóvel tem procurado dar resposta à mudança necessária. Nesse sentido, são cada vez mais os modelos de carroselétricos disponíveis e, ao contrário do que sucedia antes, agora há-os para todos os bolsos.

Reunimos as cinco marcas que estão a conquistar as estradas portuguesas e alguns dos modelos que se posicionam entre os mais baratos carros elétricos, para que a escolha seja mais fácil. Se precisar de um crédito para fazer a sua transição verde, saiba que o crédito automóvel Cofidis financia o seu carro novo ou usado a 100% e com uma mensalidade ajustada ao seu orçamento. Comece por fazer a simulação no site e depois faça o pedido online.

Carro elétrico: Peugeot e-208

Quer olhemos para os veículos elétricos mais vendidos em Portugal apenas no mês de outubro ou desde que o ano começou, o resultado é sempre o mesmo: a Peugeot lidera no número de vendas. Entre a gama de carros elétricos desta marca francesa, o mais acessível é o modelo e-208, um citadino equipado com motor elétrico de 100 kW (136 cavalos), alimentado por uma bateria que, carregada a 100%, permite percorrer até 362 quilómetros, de acordo com o protocolo de homologação WLTP (Worldwide harmonised Light vehicles Test Procedure).

Preço aproximado: a partir de 32 150 € (modelo e-208 Active)

Carro elétrico: Nissan Leaf

A Nissan aparece em terceiro lugar entre as preferências dos portugueses na hora de optar por carroselétricos. O modelo Nissan Leaf na versão Acenta vem equipado com um motor de 150 cavalos e consegue uma autonomia até 270 km, o que faz deste familiar de cinco portas um dos veículos elétricos mais eficientes com bateria de 40 kWh.

Preço aproximado: a partir de 26 400 € (modelo Nissan Leaf Acenta)

Carro elétrico: Renault Zoe

Há mais de 40 anos com presença direta no nosso país, a Renault é das marcas mais populares nas estradas portuguesas também na versão elétrica. Segundo dados da UVE, foi a terceira marca mais vendida em Outubro e a quinta desde o início de 2021. O Renault Zoe E-Tech é o citadino 100% elétrico da marca, com um motor de 100 kW (135 cv) e uma autonomia de 395 km, sendo de destacar que a quinta geração vem com design e acabamentos renovados.

Preço aproximado: a partir de 32 240 € (modelo Renault Zoe E-Tech Zen 40 R110)

Carro elétrico: Hyundai Kauai EV

Em Outubro, a Hyundai ocupava o segundo lugar das marcas mais escolhidas pelos condutores de veículos elétricos e um dos motivos é o Kauai EV, o icónico modelo 100% elétrico, que regressou numa versão melhorada, com mais autonomia e um design exterior renovado. Pode vir equipado com uma bateria de 39,2 kWh (autonomia máxima de 305 km) ou de 64 kWh (autonomia máxima de 484 km que poderá chegar aos 660 Km WLTP em cidade).

Preço aproximado: a partir de 36 500€ (Hyundai Kauai EV 39 KWh Premium 5P)

Carro elétrico: Tesla Model S

Não se pode dizer que a Tesla seja uma marca acessível, bem pelo contrário, mas a verdade é que está entre as preferidas dos portugueses e é por isso que a referimos. Entre janeiro e outubro de 2021, foram vendidos 1047 veículos da marca, o que a torna a segunda mais vendida no país no que toca a carros elétricos. O Tesla Model S na versão Long Range tem uma autonomia de 610 km e continua a ser o sedan desportivo de referência.

Preço aproximado: a partir de 90 990€

4 coisas que precisa de saber se está a pensar comprar um elétrico

1 - Postos de carregamento para carros elétricos

A rede de postos de carregamento está constantemente a aumentar, contando hoje com mais de 2 mil postos (cerca de 4564 tomadas). No site da UVE  encontra um mapa com a localização dos postos disponíveis, bem como o estado do processo de instalação dos futuros locais onde poderá vir a carregar o seu veículo.

2 – Estacionamento de carros elétricos é fácil e gratuito

O estacionamento dos veículos elétricos fica facilitado, pois basta parquear num dos muitos locais reservados para o carregamento, havendo já vários postos em hotéis, restaurantes, centros comerciais e um pouco por todo o lado. Também são cada vez mais os municípios que oferecem o estacionamento a estes veículos, como forma de incentivar a mobilidade elétrica, através da isenção ou redução dos valores de parquímetro, como é o caso da cidade de Lisboa, entre outras.

 3 – Incentivos à aquisição de carros elétricos

Desde 2015 que o Governo disponibiliza incentivos para a aquisição de veículos elétricos, como forma de contribuir para a descarbonização, ao abrigo do Fundo Ambiental. Ainda não se conhecem os apoios para 2022, mas fique atento e candidate-se, caso decida adquirir um veículo 100% elétrico.

 4 – Menos impostos para os carros elétricos

Os veículos 100% elétricos estão isentos de Imposto sobre Veículos (ISV) e de Imposto Único de Circulação (IUC). Além disso, as empresas podem aceder à devolução do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e beneficiam ainda da isenção da tributação autónoma.