Poupar

Carros elétricos em Portugal: os mais vendidos e os mais baratos

3 min

Há quase 20 modelos de carros elétricos à venda em Portugal. Sabe quais são os preferidos dos portugueses e os mais económicos?

Os carros elétricos estão a fazer o seu caminho. Por norma as versões elétricas têm preços acima das gamas correspondentes a gasolina ou gasóleo. No entanto já há modelos mais acessíveis que, na relação preço / qualidade, acabaram por saltar para o top de vendas em 2018.
Enquanto sonha com o Tesla (se for o caso) conheça cinco dos modelos mais vendidos ou mais baratos, em Portugal.

Nissan Leaf 
É um sucesso de vendas mundial. É líder absoluto de vendas na Noruega. É o elétrico mais vendido na Europa e em Portugal. E – pela primeira vez – o veículo 100% elétrico da Nissan integra a lista dos 50 mais vendidos no país em 2018, ao lado de modelos a gasolina e gasóleo.
Preço aproximado: a nova versão está à venda a partir de 33 mil euros.

Renault ZOE
A Renault teve o melhor resultado de vendas em Portugal em 2018 e o ZOE deu uma ajuda. O citadino francês totalmente elétrico é um dos preferidos dos portugueses. O preço, em conta, é uma das características valorizadas, sobretudo porque está de mãos dadas com a qualidade e a autonomia. Esta última, continua a ser um dos temas mais importantes para evitar a ansiedade, quando se conduz um elétrico.
Preço aproximado: o novo ZOE está à venda a partir de cerca de 32 mil euros.

BMW Série i3
É um dos mais vendidos, não é um dos mais baratos. A marca tem o seu peso no preço final, mas também a estética, o tipo de materiais e a autonomia anunciada de 300 km. Se o preço não for a variável determinante, este puramente elétrico da marca bávara pode ser uma opção.
Preço aproximado: o i3 tem preços a partir dos 40 mil euros.

Smart EQ Fortwo
Os portugueses gostam dos Smart. Estes compactos, ágeis e modernos veículos são mais vendidos em Portugal do que no resto do mundo. Os elétricos contribuem para as vendas e dizem muitos especialistas que são melhores em tudo do que os ‘irmãos’ movidos a combustíveis, exceto no preço. A versão elétrica custa praticamente o dobro.
Preço aproximado: o novo EQ Fortwo tem um custo a partir de 22 mil euros.

Citroen C-Zero
São três zeros apreciados por quem escolhe um elétrico: zero consumo, zero poluição e zero ruído. Mas quem experimenta ressalta ainda outra característica: é que este citadino é pequeno por fora e grande por dentro.
Preço aproximado: o C-Zero está à venda a partir de 30 mil euros.

Enquanto se decide pelo modelo que vai escolher, deixamos dois conselhos e três vantagens que pode desconhecer: 

  1. Teste sempre a autonomia real do carro. A DECO alerta que comprovou, em testes que fez, que há uma discrepância de cerca de 36% entre a autonomia anunciada pelas marcas e a autonomia real. Este dado faz toda a diferença e evita depois o chamado stress ou a ansiedade da bateria descarregada e necessidade de carregamento.
  2. Rede de carregamentos. Quando fizer um test-drive, experimente passar nos postos de carregamento da sua zona e redondezas para sentir qual é a experiência real. Há relatos de condutores que nunca tiveram problemas, outros há que relatam situações de máquinas avariadas ou falta de postos livres.
  3. Se viver em Lisboa, vai poupar nas moedas do parquímetro.
  4. Não paga Imposto Único de Circulação (IUC).
  5. incentivos à compra de automóveis elétricos, tanto para particulares como para empresas. O apoio é de 2250 euros por automóvel, mas deverá ser limitado às primeiras 1000 unidades compradas. Por isso, não se atrase.