Investir

Carros a gasóleo: investir ou não investir?

1 min

O tema está na ordem do dia. Conheça cinco factos e opiniões de especialistas que podem ajudá-lo a tomar uma decisão antes de investir num carro a gasóleo.

O ministro do Ambiente, José Matos Fernandes, afirmou que os carros a gasóleo comprados atualmente vão perder valor comercial dentro de apenas quatro anos. Será que o diesel está mesmo condenado?

1. Uma opinião na Europa.

A comissária europeia , Elzbieta Bienkowska, com as pastas do mercado interno, indústria, empreendedorismo e PME, afirmou na altura do escândalo das emissões que envolveu a Volkswagen, que os carros a gasóleo são uma tecnologia do passado e vaticinou o seu  desaparecimento por completo.

2. Uma opinião da Indústria.

A Associação do Comércio Automóvel de Portugal (ACAP) garante que não está prevista qualquer alteração de legislação, a nível europeu, que resulte numa desvalorização dos carros a gasóleo nos próximos anos. E garante que os veículos a diesel vão manter-se no mercado durante a próxima década.

3. Uma opinião de uma Associação Ambientalista.

A ZERO considera que daqui a quatro ou cinco anos o preço dos carros elétricos vai ser mais competitivo do que o dos carros a gasóleo. Uma realidade distante, já que atualmente, os valores dos carros elétricos não estão ao alcance de todos os bolsos e comparativamente com as gamas equivalentes a diesel, saem mais caros.

4. Vendas em queda em Portugal.

Portugal está a seguir a tendência europeia de um abandono progressivo da procura por carros a gasóleo. As vendas de carros ligeiros de passageiros sofreram uma queda de 10,4% em relação ao ano anterior e a quota de mercado dos veículos a diesel baixou para cerca de 53% contra 61% em 2017.

5. Os carros elétricos.

Houve um crescimento de 148% dos veículos elétricos em Portugal em 2018. Ainda assim, a percentagem de automóveis amigos do ambiente, ainda é residual: 1,8% do total do mercado, o que coloca o nosso país na terceira posição na União Europeia. Ou seja, a transição dos motores mais poluentes para uma economia mais verde está a ser feita, mas de uma forma gradual.

Esperamos ter contribuido para o seu esclarecimento. Agora, a decisão é sua.