Direitos e Deveres

Avião e crianças: 12 truques para descomplicar

2 min

Com estes truques e dicas, uma viagem com crianças será uma jornada mais tranquila do que parece.

Viajar é bom, viajar com crianças é uma aventura. Pegue nos aparentes desafios e saiba como descomplicá-los.

1. Primeiro Europa, depois o mundo. Se vai viajar com uma criança pela primeira vez, opte por um destino a uma distância curta. Se correr bem, então venha o mundo.

2. Aproveite o facto de sair mais barato... porque as crianças até aos 2 anos não pagam bilhete de avião.

3. Talvez a companhia low cost não compense. O voo até pode sair mais barato, mas estas companhias costumam viajar para aeroportos secundários, o que implica mais tempo e dinheiro em deslocações para o centro da cidade, se for o caso. Faça contas a tudo e escolha a solução mais confortável para as crianças.

4. Reserve com cerca de 53 dias de antecedência. Este é o conselho de especialistas na matéria, para encontrar o voo mais barato.

5. Informe-se sobre o destino, antes de embarcar. Se é preciso visto, vacinas obrigatórias, medicamentos específicos, se é possível amamentar em locais públicos e toda a informação relevante.

6. Viaje durante a noite, se puder escolher o horário da viagem, para aproveitar os ciclos de sono das crianças.

7. Não leve o mundo na bagagem. Seja prático na seleção da bagagem de mão, mas não se esqueça do essencial:

  • Água ou chá para hidratar;
  • Aperitivos e boiões de comida;
  • Medicamentos recomendados pelo pediatra e para o enjoo;
  • Fraldas, toalhetes e sacos de plástico;
  • Uma ou duas mudas de roupa, para o caso de a bagagem do porão se perder ou se atrasar.

8. Usufrua dos seus direitos. As famílias com crianças até aos 6 anos têm prioridade.

9. Na hora da descolagem e aterragem, ponha os mais pequenos a chuchar ou a mastigar, para ajudar com as alterações de pressão.

10. Escolha o melhor lugar para eles. Uma dica: na parte de trás do avião, está mais perto das casas-de-banho e incomoda menos gente.

Para o destino...

11. Faça um plano de crise: prepare uma lista de coisas com tudo aquilo que pode não correr bem na viagem e qual seria o plano de reação.

12. E nunca perca as crianças de vista. Há sistemas mais rudimentares como a identificação num braço ou chapa, mas também mochilas com uma espécie de coleira, aplicações e outros sistemas mais tecnológicos. Escolha o seu.

Por fim, divirta-se e grave tudo na memória. Na sua e na dos mais pequenos.