Trabalho e carreira

Ainda vale a pena ter uma licenciatura?

2 min

A formação é essencial para criar valor, mas nem sempre se traduz num melhor ordenado. Saiba se ainda compensa ter uma licenciatura.

Vale sempre a pena estudar e ter formação superior, mas, se a ideia é ter um ordenado melhor, pode não ser garantido, pelo menos, em início de carreira. A conclusão é da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Segundo o relatório Tendências Mundiais do Emprego Jovem 2020, desde a crise financeira que  houve uma mudança significativa na maior parte dos países: até aqui, a tendência era para o ordenado ir aumentando, ao longo da carreira de um trabalhador licenciado, mas, nos últimos dez anos, já não se verifica esta tendência crescente. Sugerimos 3 aspetos em que deve pensar antes de tomar uma decisão:

1. Escolha cursos com maior taxa de empregabilidade 

No ano letivo 2019/2020, entre os cursos mais procurados  pelos alunos de excelência estiveram Engenharia Física Tecnológica, Engenharia Aeroespacial e Matemática Aplicada e Computação, do Instituto Superior Técnico, em Lisboa, ou Engenharia e Gestão Industrial e Bioengenharia, da FEUP, no Porto.

Alguns dos quais estão entre os que têm maior registo de empregabilidade. Segundo dados divulgados, em 2019, no portal Infocursos, Teologia e Matemática Aplicada apresentavam valores de desemprego zero. Os cursos de Turismo, Gestão, Engenharia e Medicina também aparecem como uma boa escolha. No extremo oposto da tabela, estão as áreas de Comunicação, Marketing e Publicidade.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística, a taxa de empregabilidade de trabalhadores com o ensino secundário rondava os 70%, no segundo trimestre de 2019, enquanto que a taxa de emprego dos trabalhadores com o ensino superior ultrapassava os 80%.

2. Pense nos custos como um investimento

Estudar tem vários custos associados, desde as propinas, ao material escolar ou, mesmo, alojamento se frequentar uma universidade fora da zona de residência. Quanto às propinas das universidades públicas, em Portugal, existe um limite equivalente a duas vezes o valor do Indexante de Apoios Sociais (IAS), por ano: ou seja, 871,52 euros, para o ano letivo de 2019/2020. Já no privado, os valores são muito variáveis e, por norma, bastante superiores.

Se tirar uma licenciatura de três anos, só em propinas, no ensino público, gasta mais de 2.600 euros. E a isto terá de juntar todos os outros custos. No entanto, ao apostar na sua formação, está a criar valor para si próprio e no mercado de trabalho, podendo traduzir-se num melhor ordenado ou cargo.

3. Melhor salário

Em muitos casos, o ordenado de um licenciado ainda é superior ao de uma pessoa com estudos ao nível do ensino secundário. De acordo com dados do INE, em 2017, a diferença média entre os dois ordenados chegava aos 700 euros por mês. 

Com a crise, esta diferença tem vindo a esbater-se e , tal como referem os dados da OIT, a tendência de aumento de salário ao longo da carreira também tem vindo a inverter-se. No entanto, não é regra para todos os setores de atividade. Em áreas como as Engenharias e as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), por exemplo, quem tem um curso superior sai beneficiado.

Recibos Verdes e Trabalhadores Independentes

Para saber como funcionam os recibos verdes, quais as suas novas regras, ou todas as características de um regime de trabalhador independente, consulte os artigos desta página.

Está a trabalhar a recibos verdes? Conheça os seus direitos

Impostos

Está a trabalhar a recibos verdes? Conheça os seus direitos

2 min
Vantagens e desvantagens do regime simplificado e contabilidade organizada

Impostos

Vantagens e desvantagens do regime simplificado e contabilidade organizada

2 min
O IVA nos recibos verdes

Impostos

O IVA nos recibos verdes

2 min
Segurança Social de Trabalhadores Independentes: contribuições e isenções

Impostos

Segurança Social de Trabalhadores Independentes: contribuições e isenções

1 min
Trabalhador a recibos verdes: como conseguir crédito?

Crédito

Trabalhador a recibos verdes: como conseguir crédito?

1 min