Poupar

Ainda não mudou para o mercado liberalizado de energia?

2 min

O mercado liberalizado de eletricidade continua a crescer em Portugal. 4,8 milhões de clientes já estão no mercado livre de energia, mas ainda há cerca de 1,3 milhões de consumidores no mercado regulado. É um deles?

Os consumidores têm até 2020 para escolher um novo fornecedor de eletricidade, no mercado liberalizado de energia. Mas há mais de quinze operadores, descontos entre 3% e 40% e o tema não é simples. Como escolher o melhor operador? Não há uma resposta única e simples. Mas há informações muito úteis na hora de escolher um novo fornecedor de energia.

1. Quais são os comercializadores de energia no mercado liberalizado?

Atualmente são 18 fornecedores, que pode consultá-los no portal da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

2. Qual é o melhor desconto na eletricidade?

Vai encontrar muita oferta e descontos variados, que vão desde os 3% aos 40%. Mas atenção que uma percentagem, por si só, não diz nada. Tudo depende do valor sobre o qual incidem esses descontos. E muitas vezes os descontos não são relativos aos preços praticados no mercado regulado, mas sim em relação aos preços praticados pela própria empresa que oferece os descontos. Ou seja, não são raras as situações em que o desconto anunciado não compensa assim tanto em relação ao mercado regulado. Tem de saber o que comparar, como comparar e fazer contas.

3. Como negociar com os operadores?

Antes de negociar, há duas coisas que tem de saber, para fazer um bom negócio. Em primeiro lugar, quanto está a pagar atualmente por kWh em cêntimos e qual é o valor no novo comercializador. Só assim pode fazer uma comparação fidedigna entre as propostas que vai tendo. Em segundo, cuidado com o tipo de desconto. Quando lhe propuserem um desconto de x por cento na eletricidade, certifique-se de que se aplica ao total da fatura e não apenas à potência contratada. Provavelmente, só assim conseguirá um desconto que valha a pena.

4. Procura o melhor preço ou o melhor serviço?

Esta pergunta é importante. Para muitos a resposta evidente é preço, mas lembre-se de que é quando as coisas correm mal que valorizamos um serviço de apoio ao cliente que cumpra na íntegra. Se puder, opte por um compromisso entre um bom preço, serviço e credibilidade.

5. Como escolher?

A melhor forma de saber qual é o melhor fornecedor para si é fazendo simulações. Pode e deve usar os simuladores da ERSE e da DECO para saber qual é a empresa que tem as melhores condições e preços para o seu tipo de consumo. Para fazer uma simulação mais real, junte as faturas do ano passado, some tudo e divida por 12. Esse é o valor que deve colocar na simulação.

A “guerra” continua no mercado da eletricidade. E os consumidores podem sair beneficiados se souberem escolher. O acesso a descontos na fatura final é válido tanto para os consumidores que ainda continuam no mercado regulado, como para os que já estão no mercado livre e que, para isso, basta mudarem de comercializador de luz.

Boas escolhas.