Poupar

Adapte a sua carteira à cidade onde vive

3 min

Saber fazer escolhas faz toda a diferença. Onde morar, onde comer e onde fazer as compras do supermercado são opções que podem ajudar poupar uns euros.

Em certas alturas da vida somos confrontados com novos desafios e há oportunidades profissionais que não se devem desperdiçar. Muitas vezes, uma mudança para outra cidade por causa de um novo emprego implica alterações na gestão da vida familiar. Sobretudo se mudamos para uma cidade maior e onde tudo é mais caro.

Mesmo que o salário seja mais elevado, a chave deve ser a contenção financeira. Algumas das dicas que se seguem até podem ser adotadas por quem não esteja em mudança de domicílio.

1. Encontre um lugar acessível para viver

Encontrar uma casa. Esta é, geralmente, a primeira coisa a fazer quando se muda de cidade. Se quer que a renda não dê cabo da sua carteira, tente escolher um sítio agradável, seguro e onde possa encontrar bons preços no mercado imobiliário.Faça pesquisas, fale com os habitantes locais e com especialistas que o ajudem a encontrar um apartamento com base no seu orçamento e necessidades.

2. Faça você mesmo ou escolha as lojas mais baratas

Decorar uma casa pode sair muito caro, daí que também preciso de fazer uma gestão cuidada. Fixe um orçamento para estas despesas e veja quais as lojas onde, por pouco, conseguirá muito. Em alternativa, tente fazer você mesmo os moveis à medida e adequados ao seu gosto.

3. Supermercados? Há outras lojas à mão

Nem toda a gente gosta de ir a grandes superfícies para fazer compras e, por vezes, nestes espaços gasta-se mais do que aquilo que se pretendia. Se puder escolher um bairro ou uma rua onde tenha todos os serviços, melhor para si. Poupa nas deslocações e nas compras e vai perceber que as mercearias de bairro até têm serviços de proximidade, como entregas ao domicilio, por exemplo.4. Utilize os transportes públicos

Para quem tem que fazer muitas deslocações e/ou deslocações diárias de alguns quilómetros, não tenha dúvidas de que vai poupar se optar por comprar um passe, mesmo que durante anos se tenha habituado ao carro. Vai ver, no final do mês, que compensa.

5. Reduza naquilo que não é essencial

Gosta de exercício físico e está inscrito num ginásio? Que tal na nova cidade escolher um sítio onde possa correr ou fazer desporto ao ar livre? Faça uma lista das suas despesas mensais e veja quais os serviços em que pode poupar. Se calhar, está a pagar por um serviço de televisão por cabo e nem vê metade dos canais ou suporta os custos de um serviço de Internet que vai para além das suas necessidades. Aderir a um pacote de telecomunicações mais básico pode ser suficiente para conseguir ver as suas séries e desportos preferidos, por um valor menor.

6. Escolha actividades de lazer gratuitas

A maioria das cidades tem várias opções de entretenimento a custo zero, sejam elas exposições, festivais, visitas a museus ou concertos. Os postos de turismo e as juntas de freguesia costumam dispor de informações sobre estes eventos. Informe-se e vai ver que não é preciso despender muito dinheiro para aproveitar os tempos livres.7. Evite a vida noturna e comer muitas vezes fora de casa

Reduza os custos saídas noturnas e refeições fora de casa. De vez em quando sabe bem e não prejudica a vida financeira, mas caso se transforme num hábito, vai ver que não há bolsa que resista. Opte por programas mais baratos.