Poupar

12 ideias para poupar com pouco esforço

3 min

Quer poupar e não sabe como? Há várias maneiras de o fazer, umas diárias, outras mais esporádicas, mas todas eficazes e quase sem se notar.

Saiba como poupar de forma simple e sem dar por isso.   Defina um ou dois dias por mês em que não gaste dinheiro Será que consegue escolher um ou mais dias no seu mês em que não gastará nem um cêntimo? Se o fizer, vai ver que consegue poupar sem grande esforço. Se tem por hábito comer o pequeno-almoço fora, faça-o em casa, leve o almoço de casa e, se é consumidor de café, que tal levar uma cápsula de casa e utilizá-la na máquina que tem no seu emprego? Leve também o seu lanche e a sua água.

Esteja um mês sem comer fora Ir a restaurantes sabe bem, mas não ajuda a sua carteira. Experimente o desafio de estar um mês sem ir almoçar ou jantar fora. Se é pessoa que gosta de conviver e estar com os amigos, marque jantares em sua casa e cada um leva uma coisa. Vai ver que se diverte à mesma e poupa dinheiro.

Diminua a frequência da ida ao cabeleireiro e à manicure Vai uma vez por mês cortar o cabelo ou arranjar as unhas? Experimente evitar também durante um mês fazer isso. Ou se o faz de 15 em 15 dias, passe a fazer apenas uma vez por mês. A carteira agradece.

Poupar durante os 30 dias do mês Parece complicado, mas vai ver que é mais fácil do que parece. O desafio dos 30 dias passa por todos os dias colocar dinheiro no seu mealheiro, a começar por um euro e aumentando sempre mais um euro. Com este desafio vai conseguir poupar 465 euros no final do mês.

Desafio das 52 semanas Há também o desafio das 52 semanas. O objectivo é o mesmo e o procedimento também. O que muda é a duração da poupança. No fundo, é colocar sempre um euro a mais todas as semanas do ano, o que vai representar uma poupança de 1378 euros ao fim de 365 dias.

Tome o pequeno-almoço em casa Tem por hábito tomar o pequeno-almoço no café do seu bairro? Se pensar no valor que gasta diariamente no seu croissant e na meia de leite e multiplicá-lo pelos cinco dias da semana e depois pelas quatro semanas do mês, vai ver que está a gastar uma quantia que poderia servir para pagar a conta da água ou da eletricidade.

Leve almoço para o trabalho Quem diz pequeno-almoço, diz almoço e lanche. Não deite fora a comida do jantar. O que sobrar pode levar para o almoço. Leve também fruta, iogurte, bolachas ou snacks para o lanche. Vai poupar muitos euros ao final do mês, mesmo que não o faça diariamente.

Aproveite os cupões e talões de desconto  Não imagina o que poupa por mês, se aproveitar os cupões e talões de desconto cada vez que for às compras. Mas, atenção, não caia em tentação. Compre apenas os produtos de que precisa.

Leve lista para as compras  Se não quer comprar mais do que realmente precisa, quando for ao supermercado fazer as compras semanais ou mensais leve uma lista detalhada das coisas que faltam e limite-se a comprar apenas o que está escrito.

Pague a dinheiro Outra forma de comprar apenas o que precisa é pagar a dinheiro e não com cartão bancário. É que assim fica limitado à quantia que leva na carteira e será mais comedido nas suas compras.

Antes de comprar, veja se é possível arranjar Nunca substitua um eletrodoméstico antes de perceber se tem arranjo. Às vezes é um problema de fácil resolução e cujo conserto é acessível. O mesmo se adequa a uma roupa, por exemplo.

Ponha de parte dinheiro extra que receba Se recebeu um dinheiro que não contava, não o gaste: ponha de lado e o mesmo deve fazer com o subsídio de férias e de Natal. Mande-os direto para poupança e assim deixa de ter um pretexto para gastar.